Muitos materiais foram desenvolvidos ao longo dos anos para dar mais resistência aos mais variados tipos de objetos, mas, tirando tecnologias como a do Moto X Force, poucos avanços foram feitos com os vidros de espessura reduzida.

Entretanto, parece que em alguns anos, poderemos desfrutar de um novo tipo de vidro que oferece resistência tão elevada quanto à do aço. Isso é o que reporta um artigo recente publicado na Nature, o qual registra os avanços feitos na Universidade de Tokyo.

Como isso é possível? De acordo com os estudos, a alumina (Al2O3) tem propriedades especiais que, quando combinadas com dióxido de silício, podem fazer o vidro ganhar ainda mais dureza. Essa ideia de usar o dióxido de alumínio (a alumina), na verdade, não é uma novidade, mas a técnica desenvolvida pelos japoneses é o grande diferencial.

O método de construção aqui evita o uso de temperaturas elevadas (o processo é realizado a 1050 °C durante 12 horas) e de uma base para criar o vidro. A solução (acima) é inusitada, sendo que consiste na mistura dos componentes diretamente no ar, em uma fornalha de levitação aerodinâmica, que funciona graças à aplicação de uma solução gasosa de oxigênio.

Na prática, este vidro de alta resistência e transparente poderá ser usado em automóveis, janelas para residências, smartphones, monitores e outros tantos produtos que requerem mais segurança. De acordo com Atsunobu Masuno, professor assistente no projeto, o material deve estar disponível comercialmente em no máximo cinco anos.

Cupons de desconto TecMundo: