Quando pensamos nos efeitos da tecnologia, geralmente relacionamos com aparelhos ou dispositivos que têm relação direta com o usuário final, porém, alguns avanços no mercado chegam de forma sutil aos consumidores. É o caso do CNG Sat, plataforma de transmissão de vídeo móvel criada pela UCAN, que convidou o TecMundo para o evento de lançamento oficial do produto na manhã desta quinta-feira (2), em São Paulo.

Apesar de toda estrutura das redes de TV e dos investimentos no setor, o link remoto feito por repórteres ou em coberturas externas em geral costumam ser operações bem caras. Criada para se tornar uma alternativa sólida e barata ao sistema SNG de comunicação via satélite, o novo anúncio da UCAN – representante brasileira da israelense LiveU – pretende encarar os desafios de quem precisa estar sempre ao vivo e nas ruas. O produto agrupa uma unidade de transmissão e uma ilha de edição no espaço interno de um Fiat Doblô.

Eldad Eitelberg, da UCAN.

“É uma solução única e inovadora no Brasil para se fazer transmissões em áudio e vídeo”, afirmou Eldad Eitelberg, diretor da empresa, durante a apresentação do CNG Sat. Muito da inovação a que ele se refere diz respeito ao sistema híbrido usado no equipamento, que une a velocidade da transferência de dados pelas redes de celular 3G e 4G com a estabilidade dos cada vez mais populares satélites que operam em banda Ka.

A ideia é que haja sempre sinal disponível para que a transferência de dados opere sem problemas. Esse aspecto é levado bastante a sério, já que no topo do carro, na parte externa, além de uma parabólica para receber o sinal Ka – capaz de atingir até 2 MB de upload –, há também seis chips 4G em uma antena do tipo Extender. Os dois métodos de conexão são unidos através da tecnologia de celullar bonding, garantindo a largura de banda do sistema mesmo em condições adversas.

Uma versão anterior do sistema foi usada por diversos canais brasileiros durante a Copa do Mundo no ano passado, permitindo que tudo funcionasse mesmo com a rede local congestionada pelo grande tráfego de dados do público durante o evento. Na parte da mobilidade, a solução da UCAN se apoia nas dimensões reduzidas de sua central motorizada e em um “mochilink” que opera a até 300 metros da estação e soma outros oito chips 4G ao conjunto.

Robusto, sim, mas compacto

Outra grande sacada da UCAN foi colocar à disposição de seus clientes um sistema robusto e unificado em um espaço tão reduzido. Apesar de ser menor do que outros veículos utilizados geralmente nesse mercado, o carro escolhido pela empresa aproveita cada centímetro do espaço interno. A parte traseira da Doblô é toda dedicada à plataforma de transmissão, enquanto o interior do automóvel apresenta uma verdadeira central de produção e edição, capaz de inserir efeitos, cenários virtuais e outros recursos na cena – tudo em tempo real.

Para Eitelberg, o produto deve ajudar bastante nos gastos das emissoras e, ao mesmo tempo, permitir que reportagens ou coberturas de atrações que, até então, não eram feitas por conta dos custos elevados do sistema de transmissão mais tradicional possam ser produzidas com o novo equipamento. Sabe aquele esporte obscuro que só você gosta ou aquele show de música que não justificava um gasto estratosférico das redes de TV? Pois é, agora, na teoria, eles têm mais chances de irem ao ar por conta dessa tecnologia.

Sem falar em cifras reais, o diretor da UCAN se limitou a dizer que seus clientes ficarão surpreendidos com o preço do aluguel de toda aparelhagem, com os valores podendo chegar a até 50% de redução quando comparado às soluções SNG – tudo através de pacotes modulares para atender as necessidades de cada um.

O evento de lançamento fez com que CNG Sat esteja disponível para os interessados desde agora. Porém, os olhos da empresa já estão mirando o futuro. O plano é que a UCAN leve uma frota de seus carros equipados com a plataforma para o Rio de Janeiro no ano que vem, oferecendo seu novo produto aos membros da mídia brasileira e internacional para a cobertura das Olimpíadas 2016.

Cupons de desconto TecMundo: