Um certo “vampiro” pode dar uma ajuda para a polícia em pouco tempo, oferecendo um laboratório forense portátil, capaz de analisar impressões digitais no próprio local onde elas foram deixadas. Calma, não estamos falando de nenhum monstro sugador de sangue, e, sim, de um novo produto chamado VAMPIRE, que pode identificar e analisar evidências importantes de uma cena policial em tempo real.

Deixando de lado os métodos tradicionais para colher digitais de objetos – que podem acabar danificando ou inutilizando o material – o VAMPIRE usa uma câmera de 8 megapixels, juntamente com luzes forenses apropriadas, para capturar a imagem da marca deixada em praticamente qualquer objeto. Com o arquivo armazenado, pode-se bater a foto com um banco de dados de digitais ou comparar a imagem com outras já arquivadas pelo dispositivo.

A Booz Allen, fabricante do aparelho, deixa claro que a tecnologia não substitui o trabalho de especialistas na área ou análises mais minuciosas das impressões digitais. Segundo a empresa, o produto age como uma ferramenta para agilizar parte do processo, dando informações importante para que os agentes no comando da operação possam descartar ou se focar em provas específicas do cenário – sem ter que esperar por dias o resultado vindo dos laboratórios tradicionais.

No site dedicado ao VAMPIRE, ele é descrito como “não muito maior do que um smartphone comum” e isso diz mais do que a verdade. O dispositivo parece ser centrado em uma unidade do Samsung Galaxy S4 Active – celular da empresa sul-coreana fabricado em 2013 – que foi colocado dentro de um case reforçado pela Booz Allen. Ainda não há informação de preço para o aparelho, mas só por tornar o mundo real um pouco mais próximo do seriado CSI, já deve vale a pena.

Cupons de desconto TecMundo: