Por muitos séculos, as colheitas de trigo eram realizadas manualmente. Com o uso das colheitadeiras, todo o processo foi automatizado, aumentando a capacidade de cultivos. Nesse sentido, atualmente, a CR10.90 da New Holland faz isso melhor do que ninguém.

A cabeça de trigo, por exemplo, fica no topo do caule e é composta por duas partes: a casca exterior que não é comestível (também é conhecida como palha) enquanto a parte interior usada como alimento.

Quando colhido manualmente, o caule do trigo é cortado por um agricultor com uma foice em punho, que deve, então, reunir as cabeças caídas em seguida. Depois, é necessário retirar o que não é necessário até que os grãos de trigo saiam do joio e possam ser mais facilmente separados para processamento.

Os grãos são, então, moídos em farinhas, enquanto a palha se torna um excelente alimento para o gado. Como é possível perceber, este é um processo extremamente trabalhoso, além de limitar a colheita de trigo a uma vez durante o ano.

Tecnologia na agricultura

O uso da primeira colheitadeira em 1952 marcou o início de uma nova era da agricultura, pois ela cortava, debulhava e separava até 5 toneladas de grãos por dia. Nesse mercado, o CR 10.90 é a mais recente colheitadeira da New Holland e, sem dúvida, a plataforma de colheita de grãos mais eficiente do momento.

“Ele apresenta até 15% mais produtividade do que o modelo anterior de maior capacidade da marca”, diz o comunicado da New Holland à imprensa. Além disso, quando comparada com máquinas de 10 anos atrás, ela apresenta 25% mais de produtividade graças aos avanços tecnológicos.

O CR 10.90 conta com um enorme motor que gera até 652 CV e usa 10% a menos de combustível do que o seu antecessor. Além disso, a máquina é equipada uma cabeça de corte de 22 polegadas, um tanque de grãos de 410 alqueires e uma velocidade de descarga de 4 alqueires. A cabine também oferece o mesmo conforto que você encontraria em um sedan de tamanho médio, juntamente com um painel de 10,4 polegadas.

Cupons de desconto TecMundo: