Todos os cartões em um único lugar (Fonte da imagem: iStock)

As carteiras digitais ficaram conhecidas por oferecerem uma maneira diferente para a realização de pagamentos. Isso porque esse tipo de aplicação facilitou a vida de muitos que, em vez de utilizarem cheque, dinheiro ou cartões de crédito (diretamente), passaram a fazer pagamentos por meio dos seus smartphones.

Outro ponto que tornou o serviço interessante é que ele pode ser empregado em uma grande variedade de produtos ou de serviços, além de romper barreiras territoriais. Por meio da carteira digital, um indivíduo pode armazenar dinheiro para transferência, inclusive para uma pessoa que esteja em outro país.

Porém, atualmente, as empresas têm agregado uma série de outros valores às suas aplicações de carteira digital, fazendo com que elas tenham outras ferramentas úteis que vão além da realização de pagamentos.

Uma questão de conveniência

Para que algo dê certo, especialmente quando falamos no mundo da tecnologia móvel, certamente é necessário que haja funções que gerem o interesse dos consumidores. Inclusive, as funções que não são necessariamente de pagamento surgiram das demandas observadas pelos clientes, que querem utilizar o smartphone como uma ferramenta para a realização de várias tarefas.

Como uma das atividades mais executadas no nosso dia a dia são as compras, nada mais útil do que agregar valores a um sistema que pudesse gerenciar mais do que pagamentos por meio de dispositivos móveis. Isso também gera vantagens para os vendedores para reforçar relações de fidelidade com os seus consumidores, por exemplo.

Tudo para as suas compras em um app (Fonte da imagem: iStock)

Com isso, as pessoas podem ter em uma única aplicação itens que normalmente seriam carregados separadamente, como cartões de fidelidade, bilhetes de passagem e de embarque, cartões-presente, entre outros. Dessa forma, as carteiras digitais, além de realizarem o pagamento, também contribuem para que todos esses itens úteis (e relacionados a compras) fiquem organizados de maneira correta – e no mesmo lugar.

O mecanismo é bem simples: a pessoa adiciona todos os seus cartões de fidelidade na sua carteira digital e a tecnologia do smartphone se encarrega do restante. Quando o cliente entrar em uma das suas lojas favoritas, ele pode acessar toda a informação necessária a partir da aplicação.

Como estão as carteiras digitais atualmente

O serviço de carteira digital da Google (Google Wallet) foi lançado há dois anos e, na ocasião, era completamente focado em pagamentos. Porém, observando a demanda dos clientes, hoje a aplicação já conta com os serviços de armazenamento de cartões de crédito e de débito, envio de dinheiro, cartões de fidelidade e até mesmo o resgate de promoções em lojas.

A carteira digital da Google (Fonte da imagem: Divulgação/Google Wallet)

Assim, a aplicação abriu espaço para que os lojistas tivessem oportunidade de alcançar ainda mais consumidores. Visto que o retorno do serviço tem se mostrado bem positivo, com o tempo o esperado é que cada vez mais marcas passem a incorporar a ideia da tecnologia de carteira digital para facilitar a vida dos seus clientes.

Da mesma forma, uma das funções mais interessantes implementadas no Passbook no iOS 7 foi o escaneamento de códigos QR para o recebimento de conteúdo para a carteira digital. Agora, quando você realiza uma tarefa como ativar tickets, fazer checkin para voos ou adicionar um número de cartão é oferecida a opção de adicioná-lo ao Passbook.

Apple Passbook (Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Esses itens podem ser enviados por email ou mensagens, facilitando a ativação dos itens. Ou seja, a confirmação do seu voo em conjunto com o cartão de embarque podem ser mandados diretamente para o seu endereço de correio eletrônico, agilizando o processo. Por isso, está claro que o ideal é que os lojistas criem conteúdo personalizado para esse tipo de cliente.

Os dispositivos móveis são pessoais e únicos e muitos certamente vão aderir a opções que possam ser acessadas diretamente pelos seus smartphones. Além disso, esse tipo de aplicação abre novos rumos inclusive para a questão de estratégias de marketing e campanhas, visto que pode ser utilizado para facilitar o acesso a ofertas e cupons, algo que muitos clientes ficam felizes em receber.

O que esperar para o futuro

Como abordado neste artigo, as carteiras digitais estão passando por uma remodelagem completa para se enquadrarem nas necessidades de consumidores e marcas. Já com produtos sólidos nesse mercado, como Google Wallet, Apple Passbook e Samsung Wallet, a aposta é que, em breve, o mecanismo se torne cada vez mais versátil e que mais marcas virem adeptas da ideia.

No Brasil, o serviço ainda é bastante limitado, mas espera-se que com o tempo ele também passe a ser mais amplo e aceito pelo mercado regional.