(Fonte da imagem: Reprodução/Extremetech)

Uma das maiores ambições de diversos cientistas ao redor do mundo é conseguir construir uma máquina que consiga imitar o funcionamento do cérebro humano — e muitos deles estão conseguindo resultados surpreendentes nessa empreitada. Uma prova disso é o Spaun, que é um cérebro artificial incrível.

O seu nome significa “Semantic Pointer Architecture Unified Network”, sendo que ele conta com um olho para receber informações externar e um braço robô para responder perguntas. Para processar esses dados, é usada uma espécie de supercomputador que tem a mesma capacidade de 2,5 milhões de neurônios — e só para constar: o cérebro humano tem mais de 100 bilhões de neurônios.

Por enquanto, o Spaun pode executar oito tarefas diferentes, mas todas elas são pré-definidas por programação. Dessa forma, esse cérebro é capaz de contar e reconhecer padrões numéricos — e são essas capacidades que fazem com que o Spaun seja capaz de responder questões básicas de testes de QI, como contas matemáticas lógicas.

Funciona como se fosse de verdade

Assim como o órgão humano, o Spaun tem áreas específicas para resolver problemas diferentes — ou seja, uma parte do cérebro artificial é voltada somente para a leitura, por exemplo. Dessa maneira, a máquina não precisa funcionar 100% o tempo todo, assim como o cérebro de qualquer pessoa faz.

Por conta disso, os cientistas da Universidade de Waterloo — que são os responsáveis pelo projeto — são as pessoas que estão mais perto de conseguir imitar o cérebro humano. E o Spaun ainda está em desenvolvimento, portanto só imagine o que ele poderá fazer em um futuro próximo.

Cupons de desconto TecMundo: