Imagem de: Ponto de ônibus de São Paulo mistura tecnologia e meio-ambiente

Ponto de ônibus de São Paulo mistura tecnologia e meio-ambiente

2 min de leitura
Avatar do autor

Se, por acaso, você estiver passando pela rua da Consolação, na esquina com a Paulista, e precisar mandar aquele email rapidinho, vale a pena conferir o e-ponto. Desenvolvido há cerca de um mês, o projeto da SPTrans tem como objetivo transformar a espera pelos ônibus em algo menos estressante que o normal.

Mas, e se eu estiver perdido?

A velha tática de perguntar ao jornaleiro se o seu ônibus passa em determinado lugar pode estar com os dias contados. O ponto inteligente conta com um totem digital com tela sensível ao toque que fornece informações aos passageiros sobre itinerários, linhas de ônibus e mapas da região local.

Vale lembrar que ainda há um painel central que mostra a que horas os ônibus passam pelo ponto. Sempre que determinada linha de transporte estiver próxima, é possível verificar o nome e o momento de embarque, no entanto, o horário é apenas aproximado, pois tudo pode depender do trânsito caótico da cidade grande.

Para deixar as coisas um pouquinho mais fáceis, o e-ponto também disponibiliza uma máquina para você recarregar seu bilhete de vale-transporte. Isso pode poupar tempo, pois a maioria dos postos de recarga encontra-se apenas em terminais e estações de metrô.

Sinta a conexão no ar

Quem nunca desejou dar aquela olhadinha no Facebook com conexão gratuita enquanto espera ansiosamente pelo ônibus? Ou mesmo acompanhar o que está acontecendo ao redor do mundo? Pode ser que isso se torne realidade para muitas pessoas bem antes do que imaginávamos.

Enquanto você aguarda no ponto, a conexão Wi-Fi é gratuita e livre. Acesse seu email, suas redes sociais, portais de notícias e converse com seus amigos à vontade. Não há limite de tempo ou de uso de dados, sendo possível até baixar algumas músicas.

Mas a interatividade não para por aí. No local, também há uma lixeira que interage com quem colabora com o meio-ambiente. Sempre que você descartar seu lixo de forma correta, ela emite sinais sonoros e visuais através da tela no totem digital.

Energia verde

Para manter tudo funcionando direitinho, o projeto também pensou no uso responsável dos recursos naturais e mantém foco na economia de energia. A parte de cima da plataforma foi construída com painéis solares que possuem grande aproveitamento da luz do sol. As lâmpadas que iluminam o local são de LED, que duram mais e consomem menos energia.

Além da energia solar, a passagem dos ônibus pelo ponto também gera energia limpa. Quando um veículo passa pelo corredor do sentido contrário, um flap é acionado e o mecanismo do aparelho consegue transformar a energia do movimento em energia elétrica.

O CERTO (Central de Energia Renovável para Transporte Otimizado) é responsável pelo armazenamento de toda energia gerada no ponto de ônibus. Quando um desses recursos está ausente, a eletricidade acumulada nas baterias internas pode ser utilizada para manter tudo funcionando.

Nos momentos em que a umidade do ar estiver abaixo do ideal, o ponto conta com um sistema de climatização para quem está dentro da plataforma. Quando necessário, ele é ativado e os passageiros podem se beneficiar de um ar mais limpo e fresco.

Calma, ainda está em fase de testes

A ideia do e-ponto está apenas no começo, mas estima-se que outros pontos como este sejam instalados em outras áreas da cidade de São Paulo. No entanto, os locais ainda não foram definidos.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Ponto de ônibus de São Paulo mistura tecnologia e meio-ambiente