Não são poucos aqueles que pensam que o “fim dos tempos” está chegando, com acontecimentos como o Brexit, no Reino Unido, e da eleição de Donald Trump, nos EUA. Stephen Hawking, ninguém menos do que o maior físico da atualidade, vai além: para ele, boa parte da indústria da tecnologia vai ajudar ainda mais a destruir nossa sociedade.

Em um artigo opinativo publicado através do site The Guardian, no qual comentou suas preocupações sobre como este é o período mais perigoso já vivido em nosso planeta, Hawking explica que a situação não é nada animadora para a classe média do mundo. O motivo? Uma mistura da automação e da crescente inteligência artificial.

O crescimento da inteligência artificial provavelmente vai estender essa destruição de empregos profundamente nas classes médias

“A automação das fábricas já tem dizimado empregos na manufatura tradicional”, começou ele. “O crescimento da inteligência artificial provavelmente vai estender essa destruição de empregos profundamente nas classes médias, com apenas os papeis mais cuidadosos, criativos e supervisórios sobrando.”

Hawking ainda continua, afirmando que, como resultado, veremos um aumento nas diferenças econômicas pelo mundo, acelerando algo que já vem acontecendo. E ele já avisa: “A Internet e as plataformas que ela torna possível permitem a grupos muito pequenos de indivíduos fazerem enormes lucros enquanto empregando muitas poucas pessoas. Isso é inevitável, isso é progresso, mas isso é também socialmente destrutivo.”

Cupons de desconto TecMundo: