Com a velocidade em que a tecnologia evolui atualmente, não é incomum ver algumas pessoas trocando de celular todos os anos. O modelo antigo normalmente é vendido para recuperar parte do valor investido nele e quando seu novo dono resolve trocá-lo, a história se repete.

No entanto, chega um ponto em que um celular fica tão obsoleto que simplesmente o encostamos em algum lugar e o esquecemos. Mas e se, em vez de virar um peso de papel, o seu aparelho ganhasse um fim mais nobre, como ajudar a salvar a floresta amazônica? Essa é a ideia da ONG Rainforest Connection.

Graças a uma campanha financiada no ano passado através do Kickstarter, a organização conseguiu a verba para instalar aparelhos celulares antigos em pontos estratégicos de florestas que correm risco de desmatamento. Os aparelhos compatíveis, carregados por painéis solares, têm um app customizado instalado, que monitora frequências sonoras em busca do som de motosserras, maquinários e outros barulhos indicadores de atividade humana.

Um aparelho celular sendo adaptado ao sistema de captação de som criado pela ONG - Imagem: Rainforest Connection

Os dispositivos então são fixados no alto de árvores, praticamente invisíveis para quem olha do chão – a imagem que abre esta matéria serve apenas para fins de divulgação e não representa o verdadeiro posicionamento dos equipamentos. Ao detectar qualquer coisa dessa natureza, os aparelhos transmitem esses sons para uma central de dados que alerta as autoridades que patrulham a região. Dessa forma, é possível monitorar o desmatamento das florestas de forma muito mais dinâmica, e a um custo realmente baixo.

E para quem quiser ajudar com apoio financeiro ou doando aquele celular surrado que está esquecido dentro de uma gaveta, basta acessar a página da ONG (em inglês) clicando aqui ou através da página da organização no Facebook, acessível através deste link.

Você doaria um celular que não usa mais para ser utilizado em benefício da natureza? Comente no Fórum do TecMundo