Movimento de uma simples folha pode gerar energia

Imagine utilizar o movimento das folhas para produzir energia. É com essa proposta curiosa que o pesquisador Shuguang Li e seus colegas estão trabalhando, segundo informações publicadas em um periódico científico japonês.

O trabalho, intitulado “Ambient wind energy harvesting using cross-flow fluttering”, mostrou ser possível extrair, ainda que em pequena escala, energia do simples movimento de uma folha. Para isso os pesquisadores criaram um dispositivo similar a uma planta, que reage da mesma forma aos movimentos do vento.

Na demonstração realizada para o trabalho foi comprovado ser possível extrair ventos na velocidade de 0,3 m/s, gerando uma energia de 610 microwatts por folha. Embora os números sejam baixos, o estudo abre um novo leque de possibilidades para utilização desse formato de captação.

É pouco provável que, nos próximos anos, vejamos essa tecnologia em prática. Contudo, com as possibilidades abertas pela pesquisa, podem surgir outras técnicas complementares para torná-la mais eficiente e, quem sabe, viável para utilização em escala comercial.