Bio-domes em ação

Fonte da imagem: Wastewater Compliance Systems

A empresa Wastewater Compliance Systems Inc. desenvolveu um sistema de tratamento de água poluída baseado na construção de domos para serem colocados em lagoas. Os Bio-domes, como são oficialmente chamados, também são conhecidos como Poo gloos, nome dado à pesquisa devido ao material que está sendo tratado e o seu formato semelhante a um iglu.

O sistema funciona baseado no fato de que existem certas colônias microbióticas que são benéficas ao meio, pois elas consomem agentes que podem poluir rios e lagos. Entretanto, esses seres são muito sensíveis e precisam de ambientes específicos para seu desenvolvimento. Os Bio-domes possuem as características ideais para manter as condições apropriadas para tal.

Os Bio-domes são domos de plástico concêntricos com aproximadamente 1,82 metros de diâmetro e 1,5 de altura, que ficam completamente submersos na água, mas com baixa pressão do ar. Eles são instalados de doze em doze (em fileiras), conforme a quantidade necessária para cobrir o tamanho do lago no qual estejam sendo implementados.

Dentro deles há tubos para liberação de bolhas, que mandam o ar para cima, dentro das cavidades do domo. Ele é expelido por um buraco presente no topo de cada um deles. Essa movimentação do ar faz com que a água seja sugada do fundo e a libere pela parte de cima.

Sistema de funcionamento do Bio-dome

Fonte da imagem: Wastewater Compliance Systems

À medida que a água atravessa os Bio-domes (processo feito de baixo para cima), as bactérias cultivadas em seu interior reduzem a quantidade de agentes contaminadores presentes (como a amônia). Dessa maneira, os Bio-domes não só ajudam na descontaminação de um lago quanto na manutenção de todo o ecossistema presente nele.

Segundo o diretor de vendas da Wastewater Compliance Systems, Taylor Reynolds, os projetos podem ter seu valor variando entre US$ 150.000,00 a US$ 500.000,00, o que é bem mais baixo para um município do que a faixa entre 4 e 10 milhões de dólares para um serviço tradicional mecanizado de tratamento.

Um projeto piloto foi desenvolvido pela empresa para avaliar a performance dos Bio-domes em águas variando a temperatura, nível de ar e concentração de poluentes. A princípio, os resultados se mostraram bem satisfatórios, com redução de 98% dos níveis de amônia (93% para temperaturas muito baixas), resíduos sólidos entre 85% e 95% e redução de demanda de oxigênio entre 85% e 92%.