Pamela Peralta-Yahya, Taek Lee e Mario Ouellet: cientistas responsáveis pela pesquisa (Fonte da imagem: Berkeley Lab)

Pesquisadores do Departamento de Energia dos Estados Unidos utilizaram dois micróbios, uma bactéria e um tipo de levedura, para produzir um biocombustível capaz de operar em motores movidos a diesel.

Obviamente, o avanço tem chamado a atenção de diversos segmentos industriais, além das forças armadas dos Estados Unidos, que têm investido pesado em pesquisas de tecnologias sustentáveis, na esperança de diminuir os gastos no futuro.

Cerca de 80% do custo operacional militar dos Estados Unidos se deve à compra de combustíveis para jatos e outros veículos. Para ter uma ideia, em 2010, os EUA gastaram 11 bilhões de dólares em combustíveis à base de petróleo, conhecidos pelo impacto negativo que causam ao meio ambiente.

Com a descoberta dos cientistas, seria possível não apenas economizar, mas também utilizar um biodiesel limpo, renovável e produzido em solo norte-americano. Mais detalhes sobre a pesquisa podem ser obtidos no artigo publicado na conceituada revista Nature.