Skylon em protótipo (Fonte da imagem: Inhabitat)

A European Space Agency (ESA) aprovou, após a revisão técnica, um protótipo de espaçonave movida a hidrogênio. Até o momento, não há qualquer empecilho que impossibilite que a ideia deixe o papel e se torne real. O modelo, chamado de Skylon, não utiliza os mesmos tipos de foguetes em sua propulsão que são adotados pelas naves atualmente, adotando a filosofia da tecnologia verde.

A engenharia por trás do design é um tanto complexa. Ela estaria equipada por foguetes que utilizariam a queima de hidrogênio e oxigênio como combustível. Para o seu funcionamento, o protótipo necessita da utilização de alimentação por meio de tubos para a troca de temperatura.

Skylon vista em corte lateral (Fonte da imagem: Inhabitat)

Assim, a Skylon não precisaria levar uma carga extra de oxigênio, pois ela obteria o necessário recolhendo da própria atmosfera (em altitudes mais baixas). No entanto, isso requer que o ar seja refrigerado a uma temperatura de 200 graus abaixo de zero, ao mesmo tempo em que o motor estaria queimando a 2000 graus (e tudo ocorrendo em 1/100 de segundo).