O mundo é cada vez mais dependente da tecnologia, e a situação não é diferente nas Forças Armadas dos Estados Unidos. Só que operações militares acontecem muitas vezes em locais onde não há fornecimento de energia, e para suprir isso os soldados carregam consigo baterias portáteis como a Ultralife UBI-2590. Embora poderosas, elas não duram para sempre.

A opção, então, é levar várias delas para as missões, mas as baterias pesam 1,36 kg a unidade. Ou seja, há um limite para o número desses dispositivos que os soldados podem carregar (e eles têm outros equipamentos, também pesados, para transportar).

Pensado em uma solução para isso, a DARPA – Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa, na sigla em inglês, um dos braços de desenvolvimento tecnológico das Forças Armadas dos EUA – inventou um gerador de propano (um dos componentes do gás de cozinha) para carregar as tais baterias. O aparelho em si pesa cinco quilos, e depende de um botijão com pouco mais de nove quilos.

No entanto, a capacidade de geração de energia do gerador é o equivalente a cem unidades do Ultralife UBI-2590, o que daria 136 kg. Além disso, o aparelho é muito silencioso, uma característica importante para alguém que fica infiltrado em território inimigo. Com isso, a DARPA quer trocar o peso das baterias por uma carga (bem) mais leve de propano.

Uma invenção dessa não seria nada mau para uso civil também, não acham?

Cupons de desconto TecMundo: