Na última quarta-feira (21), a DARPA anunciou seu novo projeto de realidade aumentada que promete dar aos soldados norte-americanos uma grande vantagem em campo de batalha. O sistema, que toma a forma de um pequeno painel fixado a um capacete, usa holografia para exibir dados sobre a topografia de um terreno e o posicionamento de inimigos e aliados, entre outras informações importantes.

Ao contrário do Google Glass, que projeta imagens diretamente na retina de seus usuários, a novidade sobrepõe elementos ao campo de visão natural de uma pessoa. Embora não tenha divulgado vídeos que mostram o protótipo criado em funcionamento, a DARPA divulgou algumas fotografias que ajudam a ter uma boa ideia de como ele funciona — é difícil não notar a semelhança da tecnologia com elementos presentes em video games modernos.

A invenção é conhecida pelo nome “Urban Leader Tactical Response, Awareness & Visualization”, ou simplesmente ULTRA-Vis. Segundo os responsáveis por seu desenvolvimento, o sistema holográfico utiliza uma quantidade bastante reduzida de energia e possui um peso menor, o que permite sua adaptação fácil aos equipamentos militares usados atualmente.

Tecnologia revolucionária

O dispositivo permite que um soldado veja facilmente a localização de forças aliadas, veículos, inimigos e outros elementos que requerem atenção sem necessariamente estar olhando diretamente para eles — o posicionamento de cada item pode ser fixado graças a um GPS integrado. Um dos destaques do sistema é a possibilidade de compartilhar informações com outras pessoas que o utilizam, o que ajuda a programar táticas de combate e rotas de fuga.

Segundo J. Freedberg Jr., do site Breaking Defense, a tecnologia é nada menos que impressionante. Ele afirma que os dados são sobrepostos “diretamente sobre seu campo de visão natural, sem que você tenha que forçar o olhar como no Google Glass ou usar um display de smartphone como no sistema Nett do Exército Norte-Americano”.

O sistema ULTRA-Vis foi desenvolvido em parceria com a Applied Research Associates e a BAE Systems, e seu primeiro protótipo foi exibido durante o evento DARPA Demo Day. Embora ainda não haja previsão de quando o dispositivo deve começar a ser produzido e usado em campos de batalha, já há estimativa de que cada unidade vá custar US$ 10 mil para ser fabricada, dependendo da quantidade de unidades pedidas.

Cupons de desconto TecMundo: