Quando pensamos em veículos e outros equipamentos militares, é comum que nos lembremos dos Estados Unidos como o país em que os mais poderosos são criados. Mas também é preciso pensar que existem outras nações com forte indústria bélica e muitos investimentos nesse setor. Um exemplo é a Inglaterra, que possui o poderoso veículo militar Coyote, fabricado pela Supacat.

E esse Coyote pode deixar qualquer carro blindado morrendo de inveja, pois possui proteções incríveis e poderosas para impedir que os soldados no interior sejam atingidos por qualquer ataque inimigo. Quer saber mais sobre esse incrível equipamento militar? Então fique atento neste artigo que preparamos para os apaixonados pela indústria bélica e pela temática das guerras.

Criado para o perigo

O Coyote da Supacat foi desenvolvido especialmente para que os soldados pudessem passar por regiões de alta periculosidade com a maior segurança possível. E isso acontece com proteções em diversos níveis diferentes, que vão além da blindagem tradicional de laterais e teto do veículo. Até mesmo os bancos possuem um recurso especial para oferecer mais segurança.

(Fonte da imagem: Divulgação/Supacat)

Essa defesa extra existe principalmente na parte inferior dos bancos, pois é montada para evitar que o impacto ou fragmentos de bombas e minas terrestres atinjam as pessoas que estão sentadas no interior do veículo — há um limite de dois soldados para cada missão. Além disso, também há blindagem na carenagem completa do veículo, tanto nas paredes quanto no chão e no teto.

Mas é claro que o Coyote não foi criado apenas para garantir a sobrevivência dos soldados em ambientes hostis. Ele também possui muitos outros atributos que precisam ser levados em consideração. O veículo é indicado principalmente para o transporte de tropas, equipamentos e veículos menores, podendo suportar até 3,9 toneladas de carga em sua estrutura.

Alta potência e mobilidade

Um tanque de combustível para até 200 litros de diesel está presente no Coyote, permitindo que ele siga viagem por até 700 quilômetros, atingindo velocidade máxima de 120 quilômetros horários. Ele ainda pode subir obstáculos e rampas de até 60 graus. Para isso, é necessário um motor que possui 6,7 litros — ou seja, 6.700 cilindradas. Lembrando que, além das 3,9 toneladas de carga, ainda devem ser movidas as 6,6 toneladas do próprio veículo.

Mesmo com todo esse peso agregado, o Coyote não é considerado um veículo de comando dificultoso. Há informações de que possui uma direção leve, que facilita as manobras. Também é preciso citar o mecanismo de suspensões pneumáticas como um fator que contribui para deixar a direção ainda mais simples.

O melhor ataque é a defesa

Os principais recursos presentes no Supacat Coyote são relacionados à defesa passiva e ao transporte, mas ele também possui alguns equipamentos de atividade bem interessantes. Na parte da frente do veículo, há canos de lançamento de granadas de fumaça — que podem ser utilizados para ajudar os soldados a escaparem de posições de risco ou então a passarem por ambientes hostis.

(Fonte da imagem: Divulgação/Supacat)

Mais do que isso, na parte superior dos veículos é possível encontrar uma estrutura para a alocação de uma arma de médio calibre (12,7 mm ou 7,6 mm). Essa estrutura constitui um anel de 360 graus, permitindo que os soldados realizem disparos contra os inimigos sem que seja necessário se exporem fisicamente. Isso mesmo, os militares podem controlar os disparos de dentro do Coyote. Com isso, podem atacar inimigos que estiverem impedindo o avanço das tropas, por exemplo.

.....

Ele já está em operação no exército britânico há algum tempo. Não somente ele, mas também vários outros veículos menores construídos pela mesma empresa. Um ótimo exemplo é o Supacat Jackal, que é utilizado principalmente para missões de reconhecimento de regiões. Gostou das características presentes no Coyote da Supacat?

Cupons de desconto TecMundo: