Caminhões podem ser operados remotamente. (Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo)

Não é de hoje que a tecnologia militar vem transformando a forma como as relações internacionais são tratadas. Um bom exemplo disso é caminhão-radar Q-53 operado e desenvolvido pelas forças armadas norte-americanas. Na verdade, o dispositivo é composto por dois caminhões — um com o radar e outro com o gerador — que podem identificar a trajetória de mísseis e similares, além de rastrear o ponto de partida dessas ameaças.

O radar do Q-53 possui um sistema de cálculo bastante preciso e pode mostrar em que local um míssil ou bomba devem cair. Isso só é possível graças a um estudo balístico que gerou dados suficientes para que o dispositivo fosse capaz de identificar diversos tipos de projéteis.

Fora isso, quem operar o Q-53 vai precisar esperar a “máquina” ligar por cerca de 5 minutos e algo em torno de 2 minutos para desligá-la. Mesmo assim, a segurança da equipe de operação é garantida, já que, uma vez ligado, o radar permite ser controlado remotamente dentro de um raio de 1 km.

Não há informações sobre a utilização pontual do equipamento em algum conflito, mas imagina-se que um dispositivo desses possa ser crucial para apimentar guerras em andamento, como as que ocorrem no Oriente Médio.

Fonte: Gizmodo

Cupons de desconto TecMundo: