(Fonte da imagem: UC San Diego)

De acordo com publicação do centro de notícias da UC San Diego, cientistas de engenharia mecânica e aeroespacial, liderados pelo professor Marc Meyers, estão desenvolvendo um material que poderá ser usado em equipamentos militares a partir do conceito da estrutura da escama do peixe amazônico Arapaima – também conhecido como Pirarucu.

A escama dessa espécie é composta por uma rígida couraça externa (que possui suas fibras organizadas em direções alternadas, como pisos de tacos de madeira) sobre uma camada flexível de colágeno. Essa estrutura, rígida e flexível ao mesmo tempo, permite que a escama absorva melhor o impacto das mordidas dos predadores, como a piranha.

Os pesquisadores estão tentando criar uma cerâmica baseada nesse conceito estrutural. Esse material poderia ser usado em equipamentos para a proteção dos soldados em campo de batalha, como coletes à prova de balas mais eficientes.

Cupons de desconto TecMundo: