Aparentemente, no que diz respeito à legislações e medidas de segurança oficiais por parte do governo norte-americano, o uso de carros autônomos de maneira mais popular ainda está longe de ser realidade. É claro que ainda há muito chão pela frente para a tecnologia ser considerada satisfatória para uma aplicação em massa, mas a nova chefe da Secretaria de Transportes da administração Trump parece ainda não ter muita ideia do que fazer a respeito disso.

Acho que cabe a todos nós como país e sociedade trazer maior familiaridade e maior conforto para aqueles que são passageiros e outras partes interessadas

Elaine Chao, ex-Secretária do Trabalho do governo Bush, foi nomeada pelo recém-eleito presidente norte-americano Donald Trump a responsável máxima pelas questões de transporte do país e respondeu a algumas perguntas sobre a implantação de veículos com inteligência artificial nas vias públicas dos EUA.

“O que estamos vendo é, obviamente, a tecnologia ultrapassando a capacidade de o consumidor aceitar e entender algumas dessas tecnologias (sic). Então, acho que cabe a todos nós como país e sociedade trazer maior familiaridade e maior conforto para aqueles que são passageiros e outras partes interessadas que seriam eventuais usuários desta tecnologia para entender os benefícios, as limitações e também o significado de avançar no futuro. Portanto, isso requer uma discussão nacional”.

Posicionamento confuso

Quando questionada a respeito de como pretende definir uma estrutura básica para o funcionamento dos carros autônomos, a resposta foi ainda mais vaga:

“Embora os benefícios [dos carros autônomos] sejam muito conhecidos, também há preocupações sobre como eles continuarão a serem desenvolvidos e trabalharei com este comitê e o Congresso para tratar de muitas dessas preocupações, mas precisamos fazê-lo de maneira que não abale a criatividade e a inovação do nosso país”.

A declaração de Elaine Chao deixa uma impressão de que o governo não apenas não possui planos concretos sobre como lidar com essas tecnologias, como deve buscar a iniciativa privada – entre montadoras e outras empresas envolvidas nesse mercado – para elaborar soluções mais palpáveis.

Queremos trabalhar com o Congresso para posicionar o Governo Federal como um catalisador para tecnologias seguras e eficientes, e não como um impedimento

"O setor privado está impulsionando essa inovação. Eles estão trabalhando com cidades e estados para demonstrar melhorias na segurança e a eficiência de carros e caminhões autônomos. Os drones estão fadados a se tornarem uma força comercial importante. O papel federal nesses setores ainda está engatinhando. Queremos trabalhar com o Congresso para posicionar o Governo Federal como um catalisador para tecnologias seguras e eficientes, e não como um impedimento”.

Quem não é muito a favor das privatizações e enxerga que o governo possui um papel de responsabilidade no que diz respeito à segurança de motoristas e passageiros, além do gerenciamento do tráfego de veículos no país, criticou bastante a posição da nova Secretária de Transportes. Seria essa mais uma opção duvidosa do governo Trump?

Cupons de desconto TecMundo: