Para quem não sabe, a Food and Drug Administration (FDA) é o órgão regulador dos Estados Unidos responsável pelo controle de alimentos, suplementos alimentares, medicamentos, cosméticos e materiais biológicos em geral — ou seja, eles são o equivalente a nossa Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Isto posto, a pergunta é: por que diabos a instituitação teve que aprovar o R8 V10, mais recente carro esportivo da Audi?

Por mais estranha que essa situação pareça, a explicação para tal “burocracia” é um tanto simples. O automóvel em questão é equipado com faróis a laser, que, de acordo com a montadora alemã, é até duas vezes mais eficaz do que a clássica tecnologia de luzes LED. Porém, tal componente também emite uma quantidade levemente perigosa de radiação, o que obrigou a FDA a dar uma conferida se o veículo é realmente seguro para a saúde.

Como você pode ver na imagem acima (cortesia do site CNET), o Audi R8 possui uma tarja colada em seu chassi que atesta a aprovação da FDA para sua comercialização. Porém, a etiqueta alerta para que você não olhe diretamente para os faróis do possante por muito tempo — isso pode causar danos à sua visão. Bom… Toda nova tecnologia tem seus pontos fracos, não é mesmo?

Cupons de desconto TecMundo: