Há cerca de 25 anos, a McLaren F1 era o carro de produção mais rápido, caro e exclusivo que podia rodar pelas ruas – e mesmo hoje poucos veículos conseguiram superar a máquina. Agora, a publicação Autocar revelou informações sobre os planos da fabricante para um sucessor direto do possante icônico.

Segundo o site, a McLaren Special Operations (MSO) está trabalhando na construção do “carro GT mais rápido do mundo” e, para isso, está se inspirando pesadamente na F1 original. A novidade não será uma recriação perfeita, seguindo em estilo bastante futurista, mas vai adaptar características como a presença de três assentos, portas com abertura vertical e um tubo de ar no teto.

Embora a novidade não deva ser tão rápida quanto o supercarro P1 da fabricante, a F1 de nova geração (se é que esse será mesmo o nome do veículo) terá um motor V8 de 3,8 litros capaz de chegar a mais de 700 cavalos de potência. O interior deve contar com um aspecto único, e cada um dos veículos produzidos será adaptado aos gostos do dono.

Por enquanto, a McLaren ainda não confirmou as informações do Autocar, mas a expectativa é que o novo carro chegue ao mercado até 2020. Enquanto a F1 original podem ser compradas em leilões por preços que hoje passam facilmente dos US$ 10 milhões, o sucessor deve chegar por “módicos” US$ 2 milhões. Boatos indicam que a fabricante planeja produzir apenas 64 unidades da novidade, igualando a quantidade da versão clássica.

Cupons de desconto TecMundo: