Houve um tempo em que as redações de jornais dançavam ao ritmo do bater das teclas de dezenas, quiçá centenas, de máquinas de escrever. Fato é que a experiência de estender os dedos sobre um antigo teclado metálico parece ser capaz até mesmo de inspirar a escrita de mais e mais palavras; o som mecânico e as variações de intensidade entram em consonância com aquilo que se quer expressar. Justamente por partilhar de sentimento semelhante, Brian, um inventor e desenvolvedor de jogos, concebeu o componente Qwerkywriter, um teclado esteticamente inspirado pelas formas das mais clássicas máquinas de escrever.

Com 84 teclas, conexão USB e suporte para tablets, o projeto foi financiado por 469 pessoas via Kickstarter; dos US$ 90 mil solicitados inicialmente pelo desenvolvedor, o montante de US$ 129 mil foi coletado. Este teclado vintage não conta com recursos necessariamente novos ou exclusivos; determinadas peças (como alavanca e bobina) têm função estética. Fazer a troca de cada tecla, porém, é uma das facilidades oferecidas por Qwerkywriter (encomende-a aqui).

O formato singular de cada botão também é um dos aspectos fascinantes do teclado que recria parte da experiência de quem já teve a oportunidade de escrever textos em uma máquina de escrever autêntica. Mas uma das principais propostas feitas pelo criador deste acessório é fazer com outros sentidos além do tato e visão sejam estimulados: ao tapear uma série de letras junto ao corpo de Qwerkywriter, um som familiar e bastante característico pode ser ouvido: como seria a sensação de se carregar o passados sob os dedos enquanto uma conversa via Facebook fosse travada?

Cupons de desconto TecMundo: