Quando o assunto é hardware, a equipe do TecLab é sinônimo de referência. O pessoal comandado por Ronaldo Buassali já realizou uma série de análises com os mais variados tipos de componentes.

Aproveitando nossa parceria e amizade, resolvemos fazer mais um vídeo de bate-papo, no qual falamos sobre “como montar um computador gamer”.

Ao contrário do que alguns possam imaginar, neste episódio, nossa missão é elucidar a importância de cada componente e o que deve ser priorizado. Então, não espere dicas sobre como encaixar as peças na placa-mãe ou procedimentos de montagem.

Abaixo, vamos falar um pouco sobre a escolha de cada item, o diferencial em desempenho, como investir seu dinheiro e algumas considerações importantes para quem está montando um computador.

Foque no orçamento

Ao contrário do que muita gente pensa, a escolha das peças para montar um PC gamer não começa pela capacidade da máquina, mas sim pela quantidade de dinheiro que você pretende gastar na sua configuração.

De nada adianta você começar pensando em montar um máquina para rodar Witcher 3 no Ultra, se o seu orçamento não comporta a inclusão de uma placa de vídeo de alta qualidade. Assim, antes de começar a pensar nos componentes, você deve definir o quanto está disposto a gastar no seu computador de jogos.

Vamos supor que você tem 2 mil reais para investir no PC. A partir deste valor, você pode começar a pesquisa de peças e ter uma ideia de quais itens caberão no orçamento. Também é importante pensar que há uma diferença entre ter esta verba e adquirir os produtos de forma parcelada.

Muitas lojas de informática dão descontos quando o cliente faz uma compra no boleto ou em dinheiro, sendo que há juros quando você resolve comprar no parcelado. Sendo assim, um PC que você pagaria 2 mil reais no dinheiro, acaba subindo para 2.500 ou mais quando você compra com o cartão de crédito.

A ordem dos produtos

Uma vez definido o orçamento, você pode começar a pensar na placa de vídeo. Vale dedicar cerca de 40% do seu dinheiro para este componente, já que ele fará toda a diferença na execução dos jogos. Digamos que você vai montar a máquina de 2 mil reais. Nesse caso, cerca de 700 ou 800 reais podem ser reservados para a placa de vídeo.

Após escolher uma placa que cabe no seu orçamento e atende às suas necessidades, você pode começar a pensar no processador. Este é o segundo item que fará diferença na hora de rodar os games, já que ele dará suporte total à placa de vídeo. Novamente, vale pensar no quanto você pode gastar, para então pesquisar os modelos de processadores.

Pois bem, sabendo os modelos do processador e da placa de vídeo, você tem meios para ter noção da quantidade de energia que será necessária para alimentar seu PC. Aqui, vale optar por uma fonte de alimentação de boa qualidade, que garanta boa eficiência e não apresente problemas de superaquecimento ou funcionamento.

Uma vez definido essas três peças, você pode partir para placa-mãe e memória RAM. Muitos consumidores não dão importância a tais itens, alegando que eles não fazem diferença no desempenho, mas a história não é bem assim.

Produtos mais caros trazem componentes de melhor qualidade e tendem a funcionar perfeitamente em quaisquer condições. O mais recomendado é adquirir módulos de memória com clock mínimo de 1.600 MHz. Quanto à placa-mãe, verifique se ela atende suas necessidades e se ela é compatível com as demais peças escolhidas.

Para finalizar, basta pesquisar o componente de armazenamento (se o orçamento puder, adquira um SSD, pois ele pode fazer uma diferença perceptível no dia a dia) e um gabinete para comportar todos os elementos.

Pesquisar é sempre importante

A chave para montar um computador gamer de qualidade é estar sempre informado. Faça parte de fóruns, converse em grupos no Facebook (participe também do Extreme PCs & Overclocking), leia análises e veja comparativos para saber qual peça pode oferecer o que você precisa para rodar seus jogos favoritos.

Fora isso, você deve ter em mente que cada computador tem suas limitações. Não adianta montar uma maquina de 1.500 reais e querer rodar jogos em 4K. Entretanto, é perfeitamente possível bolar uma configuração baratinha que dê o mínimo de suporte para você brincar com seus games, mesmo que seja com gráficos mais simples.

Obviamente, essas dicas aqui citadas são apenas algumas instruções básicas para você que ainda está ingressando neste segmento. Esperamos que as sugestões tenham sido úteis e fiquem ligados para conferir mais artigos com o pessoal do TecLab.

Cupons de desconto TecMundo: