De acordo com dados divulgados pela IDC (International Data Corporation), o número de pedidos de tablets caiu vertiginosamente. Apesar de ainda ter aumentado, em relação ao ano passado, o crescimento foi bem pequeno e vem diminuindo com o tempo.

O relatório indica que serão feitos pedidos de 234,5 milhões de tablets em 2015, quantidade apenas 2,1% superior aos números de 2014. Essa tendência de queda estava sendo indicada desde o início de fevereiro.

A briga pelo território

Tablets Android ainda dominam o mercado, e essa projeção vai se manter por algum tempo. Contudo, essa supremacia do sistema da Google deve perder espaço não para o iOS, como todos imaginam, mas para o Windows.

Segundo a IDC, neste ano serão feitos pedidos para 158,1 milhões de tablets Android, um aumento muito pequeno, uma vez que em 2014 foram encomendados 154,7 milhões. A Google fechou o ano passado com um market share de 67,3% do mercado de tablets. Segundo as projeções da IDC, em 2019 esse número cairá para 62,9%.

O iOS também segue o mesmo caminho, tenho um belo corte no market share, de acordo com o relatório. A empresa da Maçã, que tinha no ano passado uma fatia de mercado de 27,6%, vai ter uma queda para 23% daqui a cinco anos.

Em outra vertente, o Windows, que fechou 2014 com apenas 5,1% de participação no mercado, pode chegar a 14% em 2019. Aí você pergunta: “Se esses números estão subindo, como a quantidade de pedidos caiu?”. Isso é simples: apesar de o número de tablets estar aumentando, isso está acontecendo com uma força menor do que anteriormente. Isso não quer dizer que você vai ver menos tablets por aí.