Há quem diga que 2014 é o ano do tablet e que o gadget finalmente decolará em vendas. Outros afirmam que o produto só decairá e pode morrer em alguns anos. Ainda não é possível dizer com certeza qual dessas previsões está correta, mas uma coisa é certa: o futuro parece apontar para o sucesso.

De acordo com uma pesquisa recente da firma Gartner, o envio de tablets de fabricantes para lojas deve superar em 2015 em quantidade os "PCs tradicionais", termo utilizado pela empresa para desktops e notebooks. Neste ano, as posições devem continuar as mesmas, mas a diferença entre os dois deve cair — menos pessoas compram computadores e mais apostam nos gadgets de diferentes formatos. Vale lembrar que, no Brasil, isso já acontece desde 2013.

Para o ano que vem, seriam 320,9 milhões tablets contra 261,6 milhões de unidades transportadas de PCs. Ainda assim, o mercado de computadores passa em 2014 por uma sobrevida, aumentando 4,2% em relação ao ano passado. A substituição de frotas desses aparelhos em empresas é tida pela Gartner como o fator-chave desses números.

As pesquisas podem não ser 100% precisas e não levar em conta o número de vendas (só de envios de fabricantes para lojas e estoques), mas têm utilidade: não só para o concumisodr, que sabe o que comprar em seguida, mas também para a empresa, que tem ideia de qual caminho seguir no desenvolvimento de hardware e software.

Smartphones na moda

O mercado de smartphones continua a todo vapor: 2014 parece ser um ano em que os envios desaceleram, mas o período seguinte deve significar um "boom" também para esses gadgets. Esses celulares devem representar 88% do mercado global até 2018 — atualmente, representam 66%.

Sistemas operacionais

O mercado de sistemas operacionais continua sem grandes surpresas. Android (com 1,1 bilhão de envios em 2014) e iOS/Mac (333 milhões no mesmo período) devem passar por um crescimento natural, mas é o produto da Google que mais cresce em números: 30%, contra 15% da rival.

Windows e Windows Phone crescem moderadamente e outros sistemas operacionais, como Symbian e BlackBerry, perdem cada vez mais espaço na indústria.

Cupons de desconto TecMundo: