Sucesso incontestável de público, seja no YouTube, seja em vendas de DVD, a Galinha Pintadinha acaba de chegar ao mundo dos eletrônicos portáteis. Uma parceria entre a Bromélia Produções — os criadores do desenho animado — e a Tectoy resultou no tablet que nós analisamos.

O aparelho conta com especificações técnicas bem simples, mas tem como grande atrativo um case especial da Galinha Pintadinha, que vem ainda com um suporte azul, que fica em pé e “imita” o personagem. Além disso, o dispositivo conta com seis aplicativos exclusivos da ave mais famosa do Brasil na atualidade.

A Galinha Pintadinha é campeã de vendas, tem dezenas de produtos licenciados e o canal do YouTube mais visto do Brasil. Será que o tablet tem condições de seguir o mesmo caminho?

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Aprovado

A cara da Galinha Pintadinha

Ao olhar para o tablet pela primeira vez, você já dá de cara com o seu principal ponto positivo: ele é a cara da Galinha Pintadinha. Tudo bem que o papel de parede do aparelho, que é a cara da Galinha, poderia ser reproduzido por qualquer um, mas o charme aqui está no case que protege o dispositivo e no suporte para tudo isso.

Da mesma cor do bichinho que é sucesso entre a criançada, o tablet da Galinha Pintadinha vem acompanhado de um suporte que imita a personagem, com direito a “asinhas” e um par de pés amarelinhos, capaz de parar de pé diante do espectador. Além disso, o case, que permite encaixar o tablet no suporte, gira até 90°, alterando a rotação da tela.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Conteúdo exclusivo

Outra característica que vai agradar aos fãs da Galinha Pintadinha é o conteúdo exclusivo presente neste tablet. Ao todo, são seis aplicativos que colocam a personagem em várias situações, seis passatempos diferentes que contam ainda com um viés educacional, como encaixar formas, fazer uma continha simples.

O grande destaque aqui fica por conta do aplicativo inédito Galinha Tagarela, que grava aquilo que a criança fala e reproduz com uma voz divertida. Levando-se em conta o público-alvo do produto, dá para arriscar que este tipo de brincadeira vai arrancar boas risadas.

Bateria

A bateria do tablet também não deixa a desejar, dentro, é claro, daquilo que se vê por aí. O desempenho dela não é excepcional, mas também não fica muito abaixo de outros modelos da mesma categoria, garantindo assim algumas horas de utilização.

Durante nossos testes, em quatro horas de uso foi gasto um terço da bateria. Nesse período, foi executado um vídeo de 30 minutos do YouTube (ou seja, WiFi ligado), além de três testes de benchmark e até uma bela navegada pelos aplicativos exclusivos do aparelho. Enfim, a bateria não é nada incrível, mas dá conta do recado.

Bem-acabado

O acabamento do aparelho é outro ponto positivo. Além do case e do suporte serem firmes, com encaixes bem feitos, o tablet em si não apresenta grandes problemas nesse sentido. Mesmo sendo de um material plástico, ele não traz frestas nem parece afrouxar com facilidade, algo interessante especialmente se tratando de um produto destinado a ser manipulado por crianças.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Áudio: ok

A reprodução de áudio é, provavelmente, um dos pontos mais importantes deste tablet, afinal, ele traz um link direto para os vídeos da Galinha no YouTube. Nessa perspectiva, a única falha dos alto-falantes do aparelho é não alcançar volumes maiores, pois a reprodução tem bastante qualidade e contribui bastante com a experiência de uso do aparelho.

Suporte a modem 3G

Um recurso valioso para quem pensa em ter o tablet sempre conectado à internet, quem sabe para a criança levá-lo em passeios em lugares onde não há WiFi, é o suporte ao uso de um modem 3G. Este é um recurso não presente na maioria dos aparelhos e que está aqui — portanto, mais um ponto positivo.

Reprovado

Desempenho pífio

Este tablet tem um objetivo bem claro: cair nas graças das mesmas crianças que adoram a Galinha Pintadinha quem veem nos desenhos, no bicho de pelúcia, nos adesivos e nos diversos outros produtos do personagem. Dessa forma, a questão do desempenho pode ser analisada a partir de diversos pontos de vista.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

De qualquer forma, o resultado dos benchmarks que realizamos não foi nada satisfatório, como pode ser visto nos gráficos. Claro que o tablet da Galinha Pintadinha não foi feito para competir com os grandes, mas mesmo se comparado a outros aparelhos mais básicos, como Tectoy Octopus, ele deixa a desejar.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

E, de fato, não é preciso nem mesmo esperar os resultados dos testes de benchmark para descobrir essa realidade, pois ela é notada desde a primeira vez que você manipula o aparelho. Transições lentas entre as gavetas de aplicativos e engasgos ao abrir dois ou mais apps simultaneamente denunciam o tablet.

Tela: falta cor, sobra reflexo

O Tectoy Galinha Pintadinha não pretende ser um equipamento de ponta, mas mesmo assim deixa a desejar em um aspecto crucial: a tela. O display do aparelho não apresenta muitas características positivas nesse sentido, pois faz bastante reflexo (o que atrapalha a visualização do conteúdo), além de ter problemas de angulação.

Se você sai um pouco da frente do aparelho, fica quase impossível saber o que se passa ao certo na tela, pois tudo ali fica mais escuro. Além disso, as cores exibidas no tablet da Galinha Pintadinha não são tão vívidas, permanecendo com um visual pálido que deve desagradar um público mais exigente.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Apesar de suporte multitouch, talvez o grande ponto positivo da tela, ela não traz nenhuma proteção avançada, digamos assim, para evitar problemas com riscos. Pensando que este aparelho será usado por crianças muito novas, essa ausência pode causar alguns transtornos à qualidade do aparelho.

Câmera

Dentro do propósito do Tectoy Galinha Pintadinha, uma câmera que apenas tire fotos minimamente visíveis já é mais do que o suficiente, afinal, tudo aqui pode se resumir ao fato de que este aparelho é destinado a crianças da mais tenra idade. Mesmo assim, se você quer registrar os momentos de seu filho de forma um pouco mais competente, não poderá fazer isso com o Tectoy Galinha Pintadinha.

Como ele é feito para ser usado dentro do case e acoplado ao suporte, apesar de ser possível removê-lo de lá, não há uma câmera traseira no dispositivo, apenas uma frontal. Sem flash, ela captura imagens em até 0,3 megapixel e não faz isso de um jeito muito marcante, deixando bastante a desejar.

Vale a pena?

Responder se vale ou não a pena comprar um tablet da Galinha Pintadinha é uma tarefa difícil, afinal, avaliar o produto já é complicado, pois ele tem um propósito bem específico e que fica bem claro desde o início: atingir um público pouco exigente em relação aos aspectos técnicos.

Pensando dessa forma, o aparelho pode ser uma boa forma de introduzir a criança no mundo dos eletrônicos, pois traz elementos de um personagem já consagrado no meio da molecada. Ele tem um visual muito atraente e, sem dúvida, com o mesmo poder de prender a atenção dos pequenos que o personagem do desenho tem.

Por outro lado, se a ideia é um aparelho competente, capaz de rodar alguns joguinhos mais bem elaborados ou mesmo vídeos de maior qualidade, este tablet não é o que você procura. Vale usar aqui o ditado “As aparências enganam”, afinal, se visualmente ele se destaca, tecnicamente deixa muito a desejar em vários itens.

A conclusão então é que a resposta vai variar de acordo com aquilo que você deseja ao comprar este tablet para uma criança. Quanto mais nova ela for, melhor será a experiência com algo colorido, que faz barulho e tem bichinhos bonitinhos cantando e desenhando. Dá para dizer que o preço cobrado pelo produto seja um grande obstáculo, o único, talvez, para que ele caia nas graças do seu público alvo.

Cupons de desconto TecMundo: