Ampliar (Fonte da imagem: Divulgação/Amazon)

Para quem esperava que o anúncio do iPad mini na última semana fosse fazer com que a Apple esfregasse o rosto da concorrência no asfalto, parece que as coisas não saíram tão bem quanto os fãs pensavam. Isso porque, apesar de o aparente sucesso da revelação, os tablets que vão rivalizar com a novidade não sentiram um impacto negativo com a apresentação — na verdade, foi bem o oposto.

De acordo com o site AllThingsD, o dia seguinte à conferência foi o melhor para a Amazon em termos de vendas de seu Kindle Fire HD. Um porta-voz da companhia afirmou à página que o número de consumidores procurando o aparelho foi maior do que qualquer outra data desde o seu lançamento, em setembro, e três vezes maior se comparado com a semana passada.

Questão de preço

Não é difícil imaginar o porquê do aumento repentino nas vendas do Kindle Fire HD. Como o iPad mini foi anunciado a US$ 329 — cerca de R$ 668 —, era de se esperar que muita gente iria em busca de alternativas semelhantes e mais baratas. É o caso do Kindle, que custa apenas US$ 199 (R$ 404), trazendo uma diferença significativa para o bolso do consumidor.

Apesar disso, a Amazon continua com sua tendência de não revelar os números de seus produtos. Além disso, a Apple parece não estar tão chateada com a popularização do Kindle Fire HD em suas costas, uma vez que a própria empresa anunciou que as pré-vendas do iPad mini também iam muito bem.

Fonte: AllThingsD

Cupons de desconto TecMundo: