(Fonte da imagem: Reprodução/NK News)

Nem só de regime comunista e mísseis vive a Coreia do Norte. Embora quase nenhuma notícia sobre tecnologia não militar envolvendo o país seja divulgada na grande mídia, isso não quer dizer que eles não tenham acesso a algumas novidades. Prova disso é que eles possuem até mesmo seu próprio tablet.

Como produtos da Apple ou da Samsung — esta por razões óbvias — são proibidos pelo governo, a solução encontrada pelo Estado foi criar seu próprio aparelho. Batizado de Achim — ou simplesmente “Manhã”, no idioma local —, ele possui tela de 7 polegadas e bateria com autonomia de até 5 horas.

(Fonte da imagem: Reprodução/NK News)

De acordo com o site NK News, o aparelho, que pesa apenas 300 gramas, é fabricado por uma companhia estatal e está se tornando muito popular entre os estudantes norte-coreanos. Segundo a página, o tablet tem suporte aos idiomas coreano, inglês e russo. O porquê disso, ninguém sabe.

No entanto, não espere encontrar nenhuma versão do Android, muito menos do iOS. Ainda que não haja nenhuma informação oficial sobre o sistema operacional utilizado, é muito provável que seja o Red Star, uma variação do Linux usado por outros aparelhos eletrônicos produzidos na Coreia do Norte.

Já o KCNA, site local e controlado pelo governo, afirma que o Achim traz vários materiais de ensino, como dicionários e outros arquivos científicos. Além disso, os próprios professores parecem estar aprovando a novidade, pois ela oferece uma melhoria significativa na educação e no desenvolvimento intelectual dos alunos.

Fonte: NK News

Cupons de desconto TecMundo: