(Fonte da imagem: Divulgação/W1111W)

Nada mais justo do que começar esta matéria com uma pergunta: você pagaria duas vezes o valor de um iPad 2 em um tablet xing-ling? Acho que a resposta aqui é bastante previsível... Menos para o governo chinês. Uma empresa hospedada em Pequim (e famosa por sua propaganda pró-governo) acaba de lançar o RedPad por “apenas” US$ 1.590 (aproximadamente R$ 3.000).

O aparelho vem com uma série de programas que apoiam o governo chinês (incluindo o microblog aprovado pelo Estado), inscrições em diversos jornais (controlados pelo governo, claro) e ainda acesso exclusivo a atualizações diárias de decisões estratégicas da politica chinesa. Tudo isso pela bagatela de 9.999 yuan (moeda local que, convertida, chega aos US$ 1.590 citados acima).

Quantos às especificações, o tablet possui as seguintes características:

  • Processador NVIDIA Tegra 2;
  • Tela de 9,7 polegadas e 1024 x 768 pixels;
  • 16 GB de armazenamento;
  • 1 GB de memória RAM;
  • Bateria de 8.000 mAh;
  • Android 3.2 Honeycomb.

Ao menos o tablet vem com uma capa de couro com o logo da empresa folheado a ouro. Ainda não sabemos se os oficiais do governo chinês serão obrigados a comprar esse aparelho ou se eles terão a liberdade para adquirir outras marcas.

Cupons de desconto TecMundo: