Ampliar (Fonte da imagem: Gizmodo)

Mesmo um grande potencial no mercado de tablets parece não ter sido suficiente para impedir o fim do Courier, o tablet de duas telas da Microsoft. Segundo o site Slash Gear, a empresa pôs um fim no projeto do aparelho de duas telas, depois de um encontro entre Steve Ballmer, Bill Gates e as equipes desenvolvedoras do Windows 8 e do portátil.

As informações vazadas indicam que, durante o encontro, o fundador da Microsoft recomendou a Ballmer que o novo Windows fosse o foco da empresa na área de tablets, livrando-se do Courier. O motivo dado por Gates? Aparentemente ele não estava satisfeito com o fato de o tablet não possuir suporte ao Outlook.

O outro lado da moeda

Embora essa recomendação tenha certo fundamento, ainda há indícios de que a escolha foi muito mais arbitrária: o verdadeiro problema estava no fato de o Courier usar um sistema operacional que era como uma versão limpa do Windows 8, com um foco maior na interação de toque. Isso não agradou Gates, que pareceu querer seu sistema por completo no tablet.

Além disso, declarações de um membro anônimo da equipe de desenvolvimento do Courier afirmaram que o aparelho era diferente de tudo já visto no mercado, o que poderia reforçar ainda mais o medo de Gates em ver o Windows perdendo para um “novato”.

O Substituto

Com o fim do Courier – e consequentemente, com o prejuízo de muitas empresas que investiram em kits do aparelho – a Microsoft anunciou que entrará no mercado de tablets com o Windows 8 em seu núcleo. E, aparentemente, empresas como a ASUS já estão com dois aparelhos com o sistema operacional em desenvolvimento.

Cupons de desconto TecMundo: