Já faz algum tempo que o mercado de tablets não consegue acompanhar o ritmo dos smartphones, mas parece que o cenário desses aparelhos fica cada vez mais sombrio — inclusive por aqui. De acordo com dados recentes da empresa de consultoria IDC Brasil, as vendas desse segmento caíram em 32% no país em 2016.

Ao todo, teriam sido apenas 4 milhões de unidades comercializadas, contra 5,8 milhões em 2015. E o mercado de notebooks híbridos, chamados na pesquisa de "destacáveis", apresenta vendas ainda menores. É claro que a renovação desses aparelhos é muito mais lenta, já que o consumidor não tende a trocar de computador todos os anos, mas as 26,5 mil unidades vendidas preocupam.

E não há qualquer previsão de recuperação para 2017. Pelo contrário: a tendência é que a queda continue, apesar de ser menos brusca. De acordo com a IDC Brasil, o setor vai encolher mais 7%. Os motivos envolvem desde a crise até o acompanhamento de um fenômeno mundial, em que o consumidor tende a ficar mais tempo com um mesmo tablet, não se interessar pelo dispositivo ou preferir smartphones com telas grandes.

Cupons de desconto TecMundo: