Duas vezes por ano a Top500 junta um grande número de cientistas e pesquisadores para atualizar a lista dos supercomputadores mais rápidos do mundo. A primeira conclusão alcançada com a lista do primeiro semestre de 2014 foi a diminuição do aceleramento das velocidades de processamento, isto é, ainda que tenha ocorrido um avanço, ele foi bem menor do que o padrão dos últimos anos.

Para medir o número total de processamento, os responsáveis pela lista somam a capacidade de todos os supercomputadores. O resultado mais recente foi de 274 petaflop/s, 24 adicionais desde a última medição em novembro de 2013. O pentaflop é a medida utilizada para contar um quatrilhão de cálculos de ponto flutuante por segundo, este termo, oriundo do inglês floating point, é um formato de representação digital de números reais, que é usado nos computadores modernos.

Os Supercomputadores são normalmente utilizado em tarefas que demandam um alto grau de processamento bruto como a simulação de explosões nucleares, modelos do clima terreno, predição da aerodinâmica de veículos, reproduzir o funcionamento de funções do cérebro e estudar materiais a um nível molecular. Estas máquinas são normalmente gigantescas, ocupando várias salas diferentes e as vezes até prédios inteiros.

Máquinas novas mais lentas

Apesar dos primeiros supercomputadores da lista, como o chinês Tianhe-2, serem considerados verdadeiros feitos de engenharia, é possível notar que as máquinas da parte de baixo da equação têm avançado menos a cada dia. Isso sugere que a dinâmica do mercado tem mudado e apenas os computadores dos maiores institutos continuam dedicados a avançar o poder geral de processamento.

De acordo com os organizadores, “o desempenho das últimas máquinas da lista teve um aumento de 55% este semestre, mas a média entre 1994 e 2008 girava em torno dos 90%”. A instalação de grandes sistemas nos últimos anos vinha mantendo a lista em uma progressão harmônica, mas sem a chegada de um novo supercomputador de peso podemos finalmente perceber a drástica redução do avanço que era esperado.”

Os Estados Unidos continuam com a maioria absoluta dos supercomputadores da lista, possuindo cerca de 265 dos 500 processadores mais velozes do mundo. Logo atrás está a China que além de possuir o mais poderoso supercomputador da Terra ainda detêm outras 76 máquinas. Na Europa, o Reino Unido lidera com 30, seguido da França com 27 e da Alemanha com 23. Ainda que a Intel tenha produzido 427 dos processadores na lista, a IBM e seu Blue Gene são responsáveis pela metade do top 10.

Conheça a lista dos Supercomputadores mais poderosos do mundo

10° - Cray XC30 (Estados Unidos)

O único novato neste top 10, o Cray XC30 está instalado em uma base não informada de uso reservado ao governo dos Estados Unidos, esta é a razão do porquê ele não possui uma imagem. Dado todo o segredo acerca deste supercomputador, muitos especulam que ele esteja ligado a NSA ou outras agências de defesa do país.  Ele possui mais de 225 mil núcleos responsáveis por processar cerca de 3,1 Pflop/s.

9° - Vulcan (Estados Unidos)

Uma das coisas mais interessantes a respeito do Vulcan é que ele fica localizado exatamente no mesmo laboratório do Sequoia, o terceiro supercomputador da lista. Apesar disso, sua capacidade de processamento é relativamente menor, atingindo 4,2 PFlop/s. O Vulcan possui 393 mil núcleos e 393 mil GB de memória.

8° - JUQUEEN (Alemanha)

O JUQUEEN está localizado no Centro de Pesquisas Jülich, na cidade de mesmo nome próximo à fronteira da Bélgica. Seus 5 PFlop/s são alcançados através de 458 mil núcleos de processamento, sua quantidade de memória é bem superior à do Stampede: 458.752 GB.

7° - Stampede (Estados Unidos)

Localizado no Centro de Computação Avançada do Texas, o Stampede é um supercomputador com 462 mil núcleos de processamento e pouco mais de 192 mil GB de memória. Ele é capaz de atingir uma média de velocidade de 5,1 PFlop/s.

6° - Piz Daint (Suíça)

O primeiro europeu da lista, o Piz Daint está localizado no Centro Nacional de Supercomputação do país em Lugano, a região suíça que fala italiano. Ele tem capacidade de 6,2 PFlop/s sustentado por seus 116 mil núcleos de processamento, desenvolvidos pela NVDIA.

5° - Mira (Estados Unidos)

Mantendo a hegemonia dos Estados Unidos na lista temos o Mira, que fica localizado no Laboratório Nacional de Argonne. Este supercomputador possui uma velocidade de 8,5 PFlop/s graças aos seus 786 mil núcleos de processamento desenvolvidos pela IBM.

4° - K Computer (Japão)

O K Computer é o segundo computador asiático do ranking, localizado no Instituto Avançado para Ciência Computacional, em Kobe, alcançando uma taxa média de 10,5 PFlop/s. Este supercomputador tem pouco mais de 705 mil núcleos e 1.410.048 GB de memória.

3° - Sequoia (Estados Unidos)

Outro que manteve a mesma posição foi o Sequoia, do Laboratório Nacional Lawrence Livermore. Este supercomputador possui 1,5 milhões de núcleos e 1.520.000 GB de RAM, que o fazem alcançar uma capacidade de processamento de 17,17 PFlop/s.

2° - Titan (Estados Unidos)

O segundo lugar da lista também permaneceu o mesmo. O Titan está situado no Laboratório Nacional de Oak Ridge no Tennessee. Ele possui 560.640 núcleos e 710.144 GB de RAM, ele atinge até 17,5 PFlop/s e foi desenvolvido pela Cray Inc.

1° - Tianhe-2 (China)

Pela terceira vez seguida a liderança da lista fica com o Tianhe-2, com uma capacidade de processamento de 33,86 PFlop/s. O equivalente a mais de 33 quatrilhões de operações de ponto flutuante por segundo. Esta máquina é constituída por 3.120.000 núcleos de processamento e 1.024.000 GB de memória RAM.

Para conhecer a lista completa visite o site da pesquisa.

Cupons de desconto TecMundo: