(Fonte da imagem: Divulgação/NVIDIA)

Há um ano, o Departamento de Energia dos Estados Unidos firmou um acordo de US$ 97 milhões com a Cray e a NVIDIA para criar o supercomputador mais rápido do mundo. O resultado desse trabalho foi batizado de Titan e, agora concluído, a máquina assumiu a liderança entre os computadores mais potentes do mundo.

O Titan possui nada menos do que 560.640 processadores e alcança a marca de 17,59 petaflops na escala do benchmark Linpack. Esse resultado é superior ao do Sequoia, líder até então, que alcança a marca de 16,32 petaflops. A máquina conta ainda com 18.868 GPUs NVIDIA Tesla K20X. O supercomputador será utilizado pelo governo norte-americano para fins acadêmicos e para estudos de impacto nos próximos anos. 

Cupons de desconto TecMundo: