(Fonte da imagem: Divulgação/NCSA)

O National Center for Supercomputing Applications anunciou que está construindo um supercomputador com mais de 400 PB de espaço para armazenamento de arquivos. A infraestrutura tem 25 PB em unidades de disco rígido e 380 PB baseados nas antigas fitas magnéticas, que muitos julgavam já estarem mortas.

Os HDs serão usados para dados e arquivos que precisem ser acessados rapidamente pelo computador. As fitas magnéticas conterão sistemas de armazenamento online e backup das informações produzidas pelo monstro, que será chamado Blue Waters.

A gigantesca máquina, que está em um grande galpão da NCSA, será utilizada para entender a evolução do cosmos após o Big Bang, simular o comportamento de tornados e prever o comportamento de sistemas biológicos complexos. Para fazer tudo funcionar, serão utilizados 380 mil processadores AMD Opteron 6200 com 16 núcleos cada um e voltados para uso em servidores.

Fonte: Baboo

Cupons de desconto TecMundo: