As instituições federais do Brasil têm ganhado melhorias substanciais em infraestrutura e modernidade. Um novo símbolo disso é a supermáquina batizada de “Lobo Carneiro”, inaugurada na última quarta-feira, 13, na Coppe, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O megacomputador tem capacidade absurda: 226 teraflops.

O poderio deu à máquina o status de equipamento mais potente dentro de uma instituição federal no país, e o detalhe é que o consumo de energia é otimizado: de acordo com a Coppe, dois terços a menos de energia serão gastos em comparação com o modelo anterior.

A potência da máquina!

A configuração da máquina Lobo Carneiro, como não poderia deixar de ser, é robustíssima. A capacidade de processamento do computador, um SGI-ICE X, tem matemática incalculável:

  • 6.072 núcleos computacionais distribuídos em 253 nós de processamento
  • Aceleradores GPGPU Intel XEON
  • 720 TB de armazenamento paralelo com velocidades de 17 GB/s
  • 16 TB de memória RAM

O custo desse poderio todo? R$ 10 milhões. De acordo com o Gizmodo, os recursos vieram da exploração, do desenvolvimento e da produção de petróleo ou gás natural.

O tamanho do monstro!

Contra o vírus zika!

A utilização do computador terá contextos acadêmicos e de pesquisa: ele será compartilhado por pesquisadores da Coppe e de outras unidades de UFRJ, além de centros de pesquisa de instituições e empresas públicas e privadas. Estudos na área de energia e petróleo serão realizados com a supermáquina.

Há outro motivo importante: os especialistas vão adotar o Lobo Carneiro para o desenvolvimento de biofármacos e vacinas para combater o vírus zika, além de estudos de gerenciamento de risco para a Defesa Civil, entre outras coisas.

Promissor, não? Conte para nós o que você achou dessa superpotência na seção destinada aos comentários, logo abaixo.

Cupons de desconto TecMundo: