A impaciência já era conhecida, faltava apenas saber quantos segundos delimitavam o nosso limite. (Fonte da imagem: Reprodução/YouTube)

Um estudo realizado por Ramesh K. Sitaraman, professor de Ciência da Computação da Universidade de Massachusetts, revelou que os internautas não têm paciência para aguardar o buffering de vídeos. De acordo com a pesquisa, as pessoas começam a abandonar o carregamento de uma gravação com apenas dois segundos de espera.

Além disso, o levantamento, que levou em conta 23 milhões de visualizações de 6,7 milhões de visitantes únicos, apontou que a cada segundo que se passa a quantidade de internautas que deixa de assistir ao vídeo aumenta 6%. Em cinco segundos, mais de 20% das pessoas já fecharam a aba com a página da filmagem.

O professor Sitaraman acredita que essa seja uma resposta dos internautas para os serviços de internet cada vez mais velozes oferecidos pelas operadoras. Com conexões mais rápidas, as pessoas estariam se acostumando a obter conteúdos quase que instantaneamente.

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Universidade de Massachusetts)

Contudo, os dados coletados mostram uma diferença de atitude em casos específicos. Os internautas parecem ter mais paciência (mas não muita) para esperar vídeos longos. Além disso, aqueles que acessam gravações de smartphones ou tablets aparentam entender a limitação das conexões móveis, pois apresentam uma taxa de rejeição mais suave para a espera de carregamento.

Clique aqui para acessar o estudo na íntegra (PDF em inglês).

Cupons de desconto TecMundo: