Você já deve ter ouvido falar – ou até mesmo usado – o Deezer, um serviço de streaming de música que fez certo sucesso por aqui, mas desde meados de 2009 não pode mais ser acessado por internautas brasileiros. Segundo o TechCrunch, esse bloqueio está com os dias contados, pois a rádio online planeja se expandir pelo mundo todo nos próximos seis meses.

O Brasil e toda a América Latina, assim como o Canadá, devem ganhar acesso ao serviço já no próximo mês, até o dia 31 de janeiro. Vale lembrar que o Deezer não é gratuito e oferece músicas legalizadas para seus ouvintes via contratação de planos mensais. Atualmente, esses valores são de 5€ (R$ 12) para streaming apenas no computador e de 10€ (R$ 24) para o mesmo serviço no desktop e no smartphone. Não há confirmação dos preços para a filial brasileira da plataforma.

De acordo com o cronograma do serviço, sua expansão começa hoje, dia 8 de dezembro, e termina até o dia 30 de junho de 2012. Até lá, o Deezer pretende estar disponível em todo o planeta Terra, excluindo-se apenas Estados Unidos e Japão. Ao todo, o serviço terá versões em 12 idiomas e trabalhará com 13 moedas diferentes.

Seus criadores têm metas ousadas e pretendem engolir nada menos do que três quartos, 75%, do mercado de streaming de música de todo o mundo até 2016. Se o “caça às bruxas” contra serviços gratuitos se consolidar, acabando com plataformas como o Grooveshark, é bem possível que pagar para ouvir música na internet se torne um hábito ainda mais comum por aqui também.

Cupons de desconto TecMundo: