Pela primeira vez na história, serviços de streaming musical conseguiram superar o número de assinantes da Netflix. Segundo números divulgados pela empresa de análise de mercado Midia, isso se deve a um crescimento de 48% nesse segmento em comparação aos 24% registrados pelo serviço baseado em vídeos — com isso, eles ultrapassaram os 100 milhões de usuários pagos.

Vale notar, no entanto, que a superação só acontece quando somamos o número combinado de usuários pagos de soluções como Spotify, Deezer, Apple Music e Tidal, entre outros. Analisados de forma individual, nenhum desses serviços consegue sequer chegar perto dos recordes estabelecidos pela Netflix.

Serviços como o Apple Music podem apostar em conteúdos em vídeo para expandir sua base de assinantes

Segundo a Midia, o Spotify é o líder de mercado com 43 milhões de assinantes, seguido pelos 20,9 milhões do Apple Music, 6,9 milhões do Deezer e 4,5 milhões do Napster — o Tidal surge no fim da lista com 1 milhão de assinantes. Embora a Netflix não tenha divulgado seu número total de clientes, em junho de 2015 ela tinha uma base de 71 milhões de usuários pagos.

Para expandir sua influência, alguns desses serviços devem apostar em produtos que vão além das músicas. Segundo o Wall Street Journal, a Apple já pensa em trazer conteúdos de vídeo para o Music de forma a expandir sua base de usuários, com direito a produções exclusivas — processo que está previsto para acontecer até o final de 2017.

Cupons de desconto TecMundo: