Quando o primeiro iPhone foi anunciado, Steve Ballmer, na época o CEO da Microsoft, apostou que o aparelho não faria qualquer sucesso. A história mostrou que o executivo estava precipitado e o smartphone da Apple acabou provocando uma revolução que mudou totalmente a maneira como lidamos com a tecnologia portátil.

Em uma entrevista concedida recentemente à Bloomberg, Ballmer reconheceu seu erro e disse que gostaria de ter pensado antes em algumas ideias adotadas pela Companhia da Maçã. “Eu gostaria de ter pensado no modelo de subsidiar aparelhos através de operadoras. As pessoas gostam de citar o ponto em que um disse que o iPhone nunca venderia”, afirmou ele.

foi uma inovação do modelo de negócios a Apple essencialmente embarcar esse valor na conta de telefone mensal

“O preço de US$ 600 ou US$ 700 era muito alto e foi uma inovação do modelo de negócios a Apple essencialmente embarcar esse valor na conta de telefone mensal”, complementa Ballmer. Ele também admitiu que foi um erro não ter feito a Microsoft abraçar antes os mundos dos tablets e smartphones.

“Eu teria ido para o mundo dos hardwares mais cedo e reconhecido que o que tínhamos no PC, onde há a separação de chips, sistemas e softwares não seria totalmente reproduzida no mundo mobile”, explicou. Segundo ele, sua decisão de apostar no mundo dos hardwares promoveu seu distanciamento de Bill Gates.

“Houve um desacordo fundamental sobre o quanto era importante entrar no mercado de hardwares”, explicou Ballmer. “Eu insisti no Surface. O quadro de acionistas estava um pouco relutante em apoiá-lo. E então as coisas chegaram a um clímax quando decidimos o que fazer quanto ao mercado de telefones”.

Cupons de desconto TecMundo: