Na última semana, a Valve anunciou que desenvolvedores poderão modificar os preços dos próprios jogos no Steam, criando ofertas exclusivas e individuais sem consultar previamente a empresa dona do serviço. Mas qual pode ser o impacto dessa ação na indústria? Segundo o analista Nicholas Lovell, do site Gamesbrieft, esse é o primeiro passo para a queda no valor cobrado por títulos para PC.

Segundo ele, a competitividade e os gastos de produção são os fatores que farão com que jogos do Steam cheguem, na melhor das hipóteses, ao preço de apps para Android e iOS – custando até US$ 2 ou valores ainda mais simbólicos.

A lógica de mercado é a seguinte: com a concorrência aumentando (especialmente após a atitude da Valve), os desenvolvedores naturalmente reduzem o preço dos lançamentos. Como os custos de produção caem quando a distribuição é somente digital, o valor despenca ainda mais. Nem mesmo a pirataria seria capaz de brigar contra essa nova política.

Para Lovell, projetos como Steambox, Greenlight e Early Acess são provas de que a Valve quer que o mercado de jogos para PC torne-se quase gratuito, já que isso é uma arma de mercado contra as fabricantes de console. Se é isso mesmo o que vai acontecer, entretanto, só o tempo dirá.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: