(Fonte da imagem: Reprodução/Steam)

Depois de mostrar os primeiros protótipos das Steam Machines para o público, a Valve vem esclarecendo alguns pormenores sobre sua plataforma e o sistema SteamOS. Ontem (4), Greg Coomer, executivo da empresa, disse em entrevista à IGN que os jogadores não verão apps exclusivos para o SteamOS, afirmando que a Valve não fará esse tipo de coisa.

A partir dessa declaração, podemos presumir que, se a Valve lançar Half-Life 3, ele não será exclusivo do SteamOS. Aproveitando o gancho para detalhar a questão, Anna Sweet comentou sobre possíveis jogos de terceiros. “Quando nós falamos com parceiros, os encorajamos a colocarem seus games em todos os lugares possíveis, não incluindo apenas nossas plataformas”, relatou Sweet.

“Nós pensamos que os consumidores estão em todos os lugares, e eles [os desenvolvedores] querem colocar seus jogos onde os consumidores estão.” Ela comenta ainda que lançar títulos exclusivos para o SteamOS ou para as Steam machines iria contra toda a filosofia da Valve.

“Se se pode rodar em ambos os lugares, não gostamos de criar barreiras artificiais no acesso ao conteúdo. Acreditamos que, talvez em cinco anos a partir de agora, o pessoal vai achar que é uma noção antiquada você ter que assumir que, ao mudar de dispositivo ou plataforma, você tenha que perder todos os seus jogos e amigos. Nós esperamos unificar tudo e fazer o Steam ser uma plataforma o mais neutra possível. Você não deveria ter que perder algo em cada geração,” adicionou Coomer.

(Fonte da imagem: Reprodução/Steam)

Para finalizar, Coomer comentou que seria uma atitude “bem boba” se um desenvolvedor quisesse “limitar seus jogos para uma determinada plataforma”. Claro, ele notou que estúdios menores (independentes) que só têm recursos para se focar em uma única plataforma inevitavelmente acabariam fazendo jogos apenas para rodar no SteamOS, mas isso é uma coisa bem diferente.

A Valve deve mostrar suas Steam Machines desenvolvidas em colaboração com empresas parceiras na CES 2014. O que você acha da eliminação do conceito de exclusivos? A Valve sairá no prejuízo ao competir com plataformas que têm jogos próprios?

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: