Atenção: as contas originais foram feitas libras britânicas, mas convertemos o valor com base na cotação da libra do dia 02 de dezembro de 2016.

Se você é um fã de Star Wars, é só a gente falar “Uma Nova Esperança” e vai parecer que você acabou de assistir ao primeiro filme da franquia. Afinal de contas, as memórias daquela obra de arte espetacular dificilmente conseguem sair da nossa memória. O mesmo vale para alguns dos grandes ícones do filme, como a grandiosa Estrela da Morte — sdds Alderaan.

Mas você imagina o quanto custaria manter a Estrela da Morte no espaço se ela fosse real? Quase 40 anos depois do lançamento do Episódio IV, uma empresa de energia britânica chamada Ovo Energy decidiu fazer os cálculos para nós. E os valores são de assustar qualquer pessoa do mundo — deste e de outros.

Os cálculos foram feitos junto com jornalistas e professores especializados em ciências e engenharia para chegar às conclusões — que foram levadas para um infográfico completo e que você pode conferir aqui, em inglês. No documento, há vários termos-chave e nós trazemos alguns bem legais:

  • A Estrela da Morte possuía 120 quilômetros de diâmetro
  • São 377 quilômetros de equador
  • A massa total da Estrela da Morte é de 907.184.740.000.000 (907 trilhões) toneladas
  • Ela possui 1.700.000 tripulantes comuns
  • Além disso, são 342.953 soldados imperiais de Marinha e Exército
  • Somam-se ainda 25.984 stormtroopers

Com todo esse tamanho, massa e quantidade de tripulantes, o custo para fazer com que a Estrela da Morte consiga ser acelerada até a velocidade do Hiperespaço é de R$ 38,471397x(10²²).

E ativar um laser capaz de destruir um planeta também não é nada barato! A energia necessária para isso seria de cerca de 10³² joules, o que deve custar mais ou menos R$ 18,194209x(1024). Sem falar que só para recarregar o laser (o que leva 24 horas), seria gastos R$ 27,2913113x(1027).

Quer mais gastos? Pois saiba que para manter a Estrela da Morte totalmente operacional seriam necessárias 191.547.745.149 lâmpadas ativas (em 85 andares e 257 sub-andares), o que daria um gasto de R$ 180 milhões por dia. Ainda devem ser somados alimentação, lavanderia, limpeza e reciclagens... Tudo isso chega ao valor astronômico (hã-hã) de....

R$ 27,07 octilhões por dia!

E sim... isso é cerca de 30 trilhões de vezes o que existe de dinheiro na Terra atualmente — dá até pra entender por que faltou dinheiro pra fazer um sistema de proteção mais resistente.

Ou seja: pode abandonar seus planos de conquistar o mundo com esta arma imperial!

Cupons de desconto TecMundo: