Disponíveis há alguns anos no mercado, drives SSD são superiores a HDs convencionais em diversos sentidos. Além de oferecer velocidades de leitura e escrita maiores, eles são mais leves e resistentes à ação do tempo. No entanto, o grande preço cobrado pela tecnologia impede que ela se torne o padrão da indústria — problema que parece estar próximo de ser eliminado.

Segundo um relatório publicado esta semana pela DRAMeXchange, o preço pago por cada gigabyte de um SSD só tem caído nos últimos anos. Se em 2012 era preciso pagar US$ 0,99 por cada GB, atualmente esse preço caiu para US$ 0,39 — em compensação, o custo do armazenamento em HDs convencionais permaneceu praticamente inalterado no período.

A companhia afirma que os preços das duas tecnologias devem ser equiparados em 2017, o que significa que você não vai mais ter que pagar tanto para conseguir ter um PC ainda mais rápido. No entanto, a empresa deixa claro que está se baseando em especulações do mercado e que ainda vai demorar até que SSDs e HDs se equiparem no quesito capacidade total de armazenamento.

Apesar das quedas de preços, a adoção dos drives flash nos Estados Unidos ficou abaixo das expectativas para 2015. Segundo o gerente sênior da DRAMeXchange, Alan Chen, isso se deve principalmente à baixa popularidade dos notebooks no momento atual. “No entanto, SSDs de 256 GB vão se aproximar dos HDs equivalentes em preço em 2016, então a adoção deles no segmento de notebooks vai aumentar”, garantiu.

Você já tem um SSD instalado em seu PC ou notebook? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: