(Fonte da imagem: Divulgação / Intel)

As unidades de armazenamento do tipo SSD estão ganhando cada vez mais o mercado – mas comprá-las parece ainda um privilégio de poucos consumidores. Ao menos é isso que a Intel prova ao anunciar o Lyndonville, seu próximo modelo de memória.

Também conhecida como SSD 710, o produto ganhou destaque por alcançar níveis bastante altos de leitura de dados durante a fase de testes. A unidade conta com a tecnologia de memória MLC (multi level cell) de 25 nanômetros, que garante menor custo e maior capacidade de armazenamento.

Além da capacidade de guardar dados, a Intel garantiu um sistema conta a perda de dados durante quedas de energia, por exemplo. A segurança também é uma preocupação da empresa: os arquivos no SSD estão protegidos por um forte sistema de criptografia, além de um controle da temperatura da unidade.

O modelo de 100 GB deve custar US$ 650, enquanto o de 200 GB sai por US$ 1.290. O SSD mais potente, que conta com 300 GB, sai por salgados US$ 1.930. A empresa não anunciou uma data específica, mas o Lyndonville pode chegar às lojas a partir do final de setembro.

Cupons de desconto TecMundo: