Conhecido pela grande variedade de seu catálogo, o Spotify ganhou nesta segunda-feira (21) uma adição um tanto inusitada. A nova faixa do RZO, criada em parceria com Sabotage, foi criada com o auxílio de uma rede neural artificial misturada à interferência humana criativa realizada por seus coautores.

A tecnologia foi usada para, a partir de rimas e manuscritos deixados pelo falecido Sabotage, gerar novas rimas e reviver parte de sua mental. Com o nome “Neural”, a faixa também conta com a participação da Família Sabotage e de NegraLi, já estão disponível para audição gratuita no site de streaming.

Além de um álbum póstumo, finalizado recentemente com a ajuda de amigos e familiares, Sabotage deixou centenas de manuscritos com ideias e letras de música ao falecer em 2003. A nova música é uma homenagem a seu processo criativo único e às inovações que ele trouxe ao gênero, ampliando os conceitos de produção musical como os conhecemos.

Continuando com a inovação

É muito legal ver como a tecnologia e o homem trabalharam juntos na criação e composição dessa música

“É muito legal ver como a tecnologia e o homem trabalharam juntos na criação e composição dessa música. É uma experiência totalmente nova para o artista, para nós do Spotify e para os fãs do RZO e do Sabotage. Estamos presenciando uma nova maneira de criar música”, afirma Bruno Telloli, editor de música do Spotify no Brasil.

A música é resultado da união entre o Spotify, a família do artista e a empresa brasileira Kunumi especializada em inteligência artificial. Também participaram os membros do RZO e o produtor Tejo Damasceno, do Instituto. “Meu pai sempre foi reconhecido na música como um inovador e deu para sentir ele aqui de novo, inovando”, conta Tamires, filha de Sabotage. O processo de gravação foi documentada e estará disponível em breve em um documentário disponibilizado na página oficial do sistema de streaming no Facebook.

Cupons de desconto TecMundo: