“Aproveite nossas promoções”. “Ganhei dinheiro sem sair de casa”. “Veja imagens que ninguém mais viu do BBB”. Com certeza todo mundo sofre com a enxurrada de emails inúteis que recebemos todos os dias (e muitas vezes sem pedirmos).

Há ainda diversos sites que simplesmente vendem nossas informações para terceiros, para que a publicidade possa ser mantida. Se você já está até perdendo mensagens importantes em meio a tanto lixo, o Tecmundo vai tentar ajudar você a ter um alento com esse problema.

Mas como eles conseguiram meu email?

Spammers possuem diversas maneiras diferentes para conseguir seu endereço sem a sua autorização. Esses jeitos incluem:

  • Adivinhação: pessoas de má índole podem simplesmente usar programas para gerar endereços de email automaticamente;
  • Procurando na internet: se um endereço eletrônico está listado em qualquer página, spammers podem utilizar aplicativos semelhantes às ferramentas de busca para capturá-los;
  • Registros online: se você já se registrou em alguma página de procedência duvidosa, os donos podem vender a lista de cadastro para terceiros;
  • A partir de outros spammers: há milhões de listas de email disponíveis online.

Ok, eles têm meu endereço, como saber o que é spam e o que não é?

Filtrar emails manualmente vai fazer você perder algum tempo, mas existem algumas táticas básicas para aperfeiçoar o processo:

  • Se o email vier de uma fonte que você não conhece, desconfie;
  • Se ele tiver erros de digitação no título (como a troca de letras por números para evitar filtros automáticos);
  • Se ele for estritamente comercial;
  • Se ele tiver uma grande promoção logo no título;
  • Se o título não coincidir com o conteúdo do email.

Não tenho tempo para isso, tem como otimizar?

Claro que tem. Para isso basta usar os filtros automáticos de spam do seu provedor de emails. Contudo, esse sistema comumente vai fazer com que mensagens que não eram spam sejam classificadas como tal. E se você tiver que olhar sempre a pasta de lixo eletrônico para ver se algo passou despercebido, o sistema perde o sentido.

Se você usa um cliente de email como o Outlook, o controle fica um pouco mais fácil. Com programas como esse, é possível criar regras específicas por email, o que facilita na hora de definir o que vai para onde. Há ainda aplicativos gratuitos que interagem com o Outlook, como o K9 e o Expurgate, que usam algoritmos complexos para garantir que o filtro seja feito da melhor maneira possível.

Mas agora meu email já está por toda a internet, o que eu faço?

Talvez seja tarde demais para salvar seu endereço eletrônico, mas não se desespere. Uma solução muito usada é a criação de duas contas. Mantenha um email mais profissional, comumente utilizando “seunome@provedor.com”. Torne essa conta realmente particular, usando-a somente para se comunicar com conhecidos ou com pessoas que sejam contatos profissionais.

Você pode continuar utilizando a conta antiga para todo o resto, como cadastros, promoções etc. Dessa forma, o monitoramento do que interessa se torna muito mais fácil e você terá garantias, se o email não está na sua conta “profissional” é porque ele não é assim tão importante.

Mas e se meu problema for com uma pessoa chata e não com spam?

Para resolver esse problema em particular, o site Gizmodo pensou em uma maneira inusitada e divertida. A solução consiste em simplesmente convencer a outra parte de que seu email não existe mais. Brilhante, correto?

Você já deve ter recebido aquelas respostas automáticas com a frase “DELIVERY FAILURE” na frente do assunto original. Mas agora vamos coloca-la para trabalhar para nós. Basta executar o seguinte processo:

  1. Clique em responder no email da pessoa indesejada;
  2. Edite o “Assunto” colocando a frase “DELIVERY FAILURE:” à frente do título original;
  3. No começo do email, simplesmente cole o seguinte texto:

MAILER-DAEMON: DELIVERY HAS PERMANENTLY FAILED TO THIS RECIPIENT OR DELIVERY LIST.

An error occurred while trying to deliver this message to the recipients e-mail address. Microsoft Exchange will not try to redeliver this message for you. User does not exist.


Sent by Microsoft Exchange Server 2007

Diagnostic information for administrators:

Generating server: corporate.dmgt.net

HSJFK-EXWT-W0V1V-S.corporate.bzqt.net #550 ... No such user ##

Original message headers:

Received: from mail66.besmt5.meqlabs.com (10.181.104.248) by
HSJFK-EXWT-W0V1V-S.corporate.dzzgt.net (10.195.2.137) with Microsoft SMTP Server
(TLS) id 8.3.274.0;
Received: from [208.93.140.190:44031] by server-5.bzgmt-5.meqlabs.com id
FB/48-17252-2A7230FG4;
X-Msg-Ref: server-136.tower-425.meqlabs.com!345832498624!11005757!1
X-Originating-IP: [184.154.123.70]
X-SpamReason: No, hits=1.2 required=7.0 tests=HTML_20_30,HTML_MESSAGE,
RCVD_BY_IP
X-StarScan-Version: 6.4.3; banners=-,-
X-VirusChecked: Checked
Received: (qmail 22800 invoked from network);
Received: from mail-hw0-f34.gaole.com (HELO mail-hw0-f34.gaole.com)
(289.25.986.44) by server-136.tower-425.meqlabs.com with RH6-ZRA
encrypted SMTP;
Received: by qfadb12 with SMTP id c14sb9234843qxh.20
Received: by 173.193.156.78 with SMTP id fdsalkf293238hj2.30.11349182363705;
MIME-Version: 1.0
Received: by 174.120.168.2195with HTTP;
Content-Type: multipart/alternative; boundary="20cf385fc2b644bb8314b59ggbc0"

De acordo com o Gizmodo, o código foi feito de forma genérica para que nada do que está escrito acima seja rastreável. Dessa forma, se o destinatário não fizer parte do 1% da população que trabalha com TI e vai notar que há algo errado, há uma boa possibilidade de a pessoa nunca mais voltar a incomodar você.

E se você usar o processo, não se esqueça de nos contar nos comentários quais foram os seus resultados!

Cupons de desconto TecMundo: