Após um pequeno atraso de última hora, a SpaceX realizou no último domingo (19) uma decolagem histórica no Complexo 39 A da NASA. O local, que não era usado desde 2011, ficou conhecido por sua relação com diversas missões, incluindo a Apollo 11 — o último veículo da agência espacial a usar a base foi a Atlantis.

O que torna o feito da SpaceX um marco histórico é tanto o fato de ela ser a primeira empresa privada a usar o local quanto esse ter sido o décimo voo bem-sucedido realizado por ela. A cápsula Dragon presente no foguete usado pela organização está levando à Estação Espacial Internacional um módulo especial conhecido como “Raven” cuja missão é testar tecnologias de recuperação autônomas no ambiente espacial.

O uso do Complexo 39A deve ajudar a companhia a cumprir seu objetivo de realizar lançamentos com intervalos de 2 a 3 semanas. Atualmente a empresa está “correndo atrás do tempo perdido” após seu itinerário ser atrasado graças à explosão de um de seus foguetes ocorrida em setembro do ano passado.

Mais um pouso bem-sucedido

Também no último domingo (19), a SpaceX realizou seu terceiro pouso bem-sucedido de um foguete Falcon 9 em uma plataforma da empresa no Cabo Canaveral, na costa do estado norte-americano da Flórida, sendo esta a primeira vez que algo do tipo ocorre durante o dia.

O momento foi capturado por drones da empresa e por personalidades como o próprio Elon Musk, que publicou uma gravação em seu perfil do Instagram. Atualmente, a organização tem em sua posse oito foguetes Falcon 9 que fizeram pousos bem-sucedidos, o que deve aumentar a confiança de investidores de que o futuro prometido por ela realmente vai se tornar realidade.

Cupons de desconto TecMundo: