No último sábado (5), o CEO da SpaceX, Elon Musk, afirmou que sua companhia finalmente descobriu os motivos para a explosão que ocorreu em sua última tentativa de lançar um foguete ao espaço. Ocorrido no dia primeiro de setembro, o acidente com o Falcon 9 foi considerado um “quebra-cabeça difícil” pelo executivo.

Em uma entrevista concedida à CNBC, Musk afirmou que o ocorrido “basicamente envolveu hélio líquido, compostos avançados de fibras de carbono e oxigênio sólido — oxigênio tão gelado que ele entra em fase sólida”. A expectativa do executivo é que novos voos de teste devem ser realizados a partir de dezembro deste ano.

A Space X preferiu não divulgar mais detalhes sobre o ocorrido, mas tudo indica que o principal responsável pela explosão foi a solidificação do oxigênio, algo que não deve ocorrer. Apesar da situação, a empresa está confiante em seu processo e atualmente está trabalhando em melhorias para seu processo de recarga de hélio para evitar que acidentes graves voltem a acontecer.

Cupons de desconto TecMundo: