A Sony enviou para a Organização Mundial de Propriedades Intelectuais – WITO, na sigla em inglês – uma solicitação de registro de patente bastante incomum. Trata-se de um sistema que faz com que seu aparelho smart, seja ele um telefone, tablet, câmera ou dispositivo de realidade aumentada (como por exemplo, Google Glass), tire constantemente selfies do usuário ao longo de todo o dia.

As imagens não ficariam armazenadas no aparelho, sendo enviadas automaticamente para um servidor na nuvem, que avaliaria as emoções que a pessoa estivesse fazendo e dividiria as fotos em categorias, como expressões tristes ou felizes. As selfies que o sistema não fosse capaz de “ler”, ou seja, quando ele não conseguisse determinar que tipo de expressão o usuário estava fazendo no momento do registro, poderiam ser descartadas automaticamente, se as opções fossem programadas dessa forma.

A tecnologia seria capaz de continuar registrando imagens mesmo enquanto a pessoa estivesse dormindo, o que supostamente serviria para que a pessoa identificasse distúrbios em seu sono, por mais estranho que a ideia pareça. O objetivo do sistema seria criar uma espécie de linha do tempo das emoções de cada indivíduo ao longo de seu cotidiano. Assim, seria possível a alguém relembrar as emoções sentidas durante um determinado dia apenas apreciando suas próprias selfies, tiradas automaticamente.

Há alguns possíveis empecilhos para a implantação desse estranho projeto, como problemas de direitos de imagem de terceiros que aparecessem nas fotos, seja de pessoas ou de marcas registradas. Outro ponto seria o alto consumo de bateria e de tráfego de dados, uma vez que os envios aconteceriam ao longo de todo o dia. Vamos aguardar para ver se essa tecnologia vai vingar de fato ou se a Sony está apenas se antecipando à concorrência em alguma nova tendência que possa surgir.

Cupons de desconto TecMundo: