Kazuo Hirai, atual CEO da Sony, afirmou em entrevista com a Reuters que sua companhia não deve abandonar o negócio de TVs, como se especulava desde que a empresa separou essa divisão do restante das suas atividades produtivas. O setor de TVs da Sony tem registrado prejuízos ano após ano na última década, mas a companhia não parece desanimada com isso a ponto de parar de competir nesse mercado. “Não estamos pensando em vender nossas operações de TV, desligá-las ou qualquer coisa assim”, afirmou Hirai.

Ele ainda comentou que, em vez de desistir do negócio, a empresa está procurando ser mais competitiva no mercado de TVs mundialmente. Hirai não descarta, entretanto, a possibilidade de uma parceria ou união com outra empresa nessa área, o que poderia explicar a separação da divisão de TVs do restante da companhia.

A divisão de eletrônicos da Sony, mesmo com a saída das TVs e dos PCs, não deve mudar nada em sua estrutura, pelo menos por enquanto, de acordo com o vice-presidente financeiro da japonesa, Kenichiro Yoshida.

Cupons de desconto TecMundo: